Essa era uma das notícias mais lidas da Folha de S. Paulo, do Terra e do G1 ontem, imagino que seja importante. Tem a ver com tecnologia, a família real, então acho que vale postar aqui. Xuxa, a rainha dos baixinhos, deixou a princesa Sasha escrever no seu Twitter. A menina, de recém-completados 11 anos, escreveu cena com "s": "vou fazer uma sena com a cobra". O brasileiro, povo brigador por natureza, não deixou barato. Muitos dos mais de 85 mil seguidores de Xuxa exigiam o direito de ler microposts ortograficamente corretos, e insultaram a ex-mulher do Pelé. Que até falou palavrão censurado. Mundo louco.

Xuxa, que é afeita a uma prosa com regras muito próprias de pontuação e uso de maísculas ou minúsculas, comentou depois da avalanche de críticas: "fui vcs não merecem falar comigo nem com meu anjo". E voltou para a sua câmara criogênica, ou algo que o valha. Não é a primeira polêmica que Xuxa se mete desde que entrou no Twitter. Depois de ser criticada (esse povo, hein? Só critica!) por escrever todos os posts EM CAPS LOCK, retrucou:



"EU NÃO ESTOU GRITANDO, NEM QUERO SER MAL EDUCADA, GALERA. SEMPRE QUE ESCREVO NO COMPUTADOR, ESCREVO ASSIM. É O MEU JEITINHO!"

Eu considerei usar esse argumento para todas as críticas que meus textos polêmicos sofrerem aqui. Acho que a frase "escrevo assim. É o meu jeitinho" é uma boa forma de encerrar uma discussão. 

E eu já falei demais sobre o assunto. Mal aê. De volta a programação normal.