Você não tem uma bobina de Tesla? Como assim? E você ainda se diz um cientista louco! Você deveria aprender uma lição com o engenheiro eletricista Greg Leyh e construir duas bobinas como acima, cada uma com 36m de altura. Com tanta energia, você pode finalmente criar um Frankenstein. Aqueles que não acreditaram na sua genialidade vão ver só, eles vão ver só!!! MUAHAHAHAHA!! *raios e trovões*

Uma bobina de Tesla é, basicamente, um transformador de alta frequência no ar, criado por Nikola Tesla em 1891. As bobinas usam vários transformadores e circuitos para amplificar a “voltagem” (tensão elétrica) a um nível extremamente alto – de um milhão a cem milhões de volts. Essa enorme tensão gera campos elétricos altamente potentes, que se dispersam através dos famosos arcos elétricos da bobina de Tesla. Esses campos conseguem iluminar lâmpadas fluorescentes a uma distância de até 15m.

Bobinas de Tesla modernas são construídas principalmente por entusiastas, por motivos educacionais ou de entretenimento, e geralmente usam o design com apenas ar por dentro (sem um núcleo magnético). Cada bobina conta com um circuito LC, ligados a frequências ressonantes e acoplados magneticamente.

A maior bobina de Tesla do mundo hoje está em uma fazenda de Auckland, Nova Zelândia. O proeminente mecenas Alan Gibbs pediu que Eric Orr e Greg Leyh construíssem a bobina em 1998. A torre de quatro andares de altura, chamada de “Electrum” (abaixo), produz 3.000.000V e arcos de descarga elétrica de 15m de comprimento. No entanto, ela não será a maior por muito tempo.

A maior bobina de Tesla tinha o equivalente a 18 andares de altura e foi construída em 1903 pelo próprio Nikola Tesla nos EUA, mas foi derrubada antes de entrar em operação. Agora, Leyh quer recriar essa grande bobina – e duplicá-la. As duas bobinas de 36m de altura, chamadas de “Lightning on Demand” (raio sob demanda), estão sendo construídas em um terreno de 300.000m² no deserto de Nevada, nos EUA. Quando estiverem completas, as duas torres produzirão arcos de 10 milhões de volts com quase 100m de comprimento. O bastante para um jovem Frankenstein criar um monstro (ou três) que ganhe vida.

[Boing Boing 12 – Wikipedia – NY Tesla Society – Atlas Obscura – Imagens por LoD.org]

Monster Machines fala sobre as máquinas mais fantásticas do mundo, desde gigantescos gadgets de destruição até minúsculas máquinas de precisão, e tudo que está entre eles.