Ontem, depois que faleceu o cantor de sertanejo universitário Cristiano Araújo, começou a viralizar uma suposta manchete do G1 dizendo algo absurdo: ele “morre mas passa bem, diz hospital”. O G1 diz que a imagem é fake – e é mesmo. Ela foi criada usando uma ferramenta bem malandra que já discutimos por aqui.

Você se lembra do SHRTURL? Ele permite editar elementos de uma página da web para criar notícias falsas, e enganou muita gente no ano passado.

Como é possível saber que o SHRTURL foi usado no caso do G1? Simples: esta ferramenta não lida bem com todos os elementos da página. No G1, ele não consegue carregar os botões de redes sociais (Facebook, Twitter etc.) que ficam abaixo do título; e não carrega mais notícias na barra lateral.

No G1:

G1 verdadeiro - anotado

No SHRTURL (este link expira às 22h):

G1 editado - anotado

Adivinhe quais elementos de página estão faltando na imagem fake?

G1 fake - anotado

Além disso, “morre mas passa bem” é um clássico do humor brasileiro. A expressão tem sua origem no Planeta Diário, um tabloide publicado na década de 80, produzido pela equipe de humoristas que formaria depois o Casseta & Planeta.

Neste precursor do Sensacionalista, eram publicadas manchetes como “Deputados comprados vieram com defeito”, “Candidatos epiléticos se debatem na TV” e “Médici morre mas passa bem”.

Desde então, o “morre mas passa bem” aparece de forma bem-humorada em manchetes, como esta do jornal Meia Hora, e esta do próprio Casseta & Planeta. Isto já foi mencionado até pela Folha:

Há um ano, o SHRTURL era usado para espalhar o boato de que o ator Selton Mello iria fazer papel na série Game of Thronese diversos sites acreditaram.

Na época, ele apenas colocava um aviso minúsculo no final da notícia falsa, dizendo “esta é uma página hoax do SHRTURL”:

Shrturl - aviso antigo

Agora, ele é bem mais sincero, com um aviso enorme na parte inferior da tela: “esta página foi modificada usando o SHRTURL e pode não representar o conteúdo fornecido pelo seu autor original”.

Shrturl - aviso novo (2)

Assim fica difícil enganar as pessoas! Talvez por isso, o autor da manchete falsa do G1 tirou uma foto da tela escondendo o aviso.

Atualizado às 11h56

[Valeu, João!]