A tática da pesquisa é simples: eles enviaram um e-mail para cada um dos deputados e senadores brasileiros cobrando informações sobre propostas. Resultado: de 81 senadores, 11 responderam. De 513 deputados federais, 124 deram retorno. 14% e 33%, respectivamente.

A pesquisa ainda fuçou os sites dos deputadoras. Dos 459 que têm site, 152 permitem comentários. Enquanto isso, 83% deles não comentam sobre gastos com verba de gabinete. O que interessa aqui é: na hora de falar com seu político favorito, esqueça o e-mail. Você terá que procurar soluções mais humanas — um telefonema deve aumentar as ínfimas chances. [Terra]