Kevin Feige, presidente da Marvel Entertainment, disse ao Collider que ele não tem pressa nenhuma para fazer um novo Vingadores.

Isso é mais um indicativo de que ele está voltando para a velha fórmula que deu tão certo no MCU. Lá no começo, foram necessários cinco filmes solo (Homem de Ferro, O Incrível Hulk, Homem de Ferro 2, Thor e Capitão América: O Primeiro Vingador) para só então apresentar os heróis unidos em Vingadores.

Depois de Vingadores: Ultimato (o quarto filme do time de heróis), muitos dos vingadores originais morreram ou se aposentaram. Agora há uma nova leva de super-heróis esperando para abrir as asas. Mas, como sugeriu Feige, eles precisarão esperar um pouquinho.

As novas séries na Marvel na Disney+ está ajudando os fãs conhecerem melhores alguns dos heróis. Já tivemos WandaVision, Falcão e o Soldado Invernal e Loki, mas ainda teremos Gavião Arqueiro, She-Hulk, Cavaleiro da Lua, Ms Marvel, A Guerra das Armaduras e Invasão Secreta. Também haverá filmes saindo ainda em 2021, como Shang-Chi e a Lenda dos Deis Anéis, Eternos e Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa.

Com tanta coisa, é fácil concordar que é muito cedo para outro Vingadores.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Acho que queremos uma quantidade razoável de tempo depois de Ultimato para iniciar uma nova saga”, disse Feige. “E você precisa de tempo, assim como fizemos na Fase 1 do MCU, para construir aquele épico e juntar todo mundo”, concluiu.

O barulho em torno de Ultimato ainda é muito forte e vai ser difícil de superar tão cedo. É melhor ir com cuidado e não tentar reinventar a roda. Feige já mostrou que seus planos funcionam muito bem e ele quer criar bastante expectativa antes de nos apresentar a um novo time de Vingadores. Garoto esperto.