Will.i.am lança máscara bizarra e “inteligente” por US$ 299

Will.i.am fez uma parceria com a Honeywell para criar a máscara inteligente Xupermask, que vai custar US$ 299.

Captura de tela: Xupermask

Máscaras faciais conectadas e absurdamente caras estão na moda agora — um efeito colateral da pandemia. A última pessoa a entrar nessa onda de máscara inteligente é o Will.i.am, o rapper do Black Eyed Peas que tem uma inclinação para tecnologias que acabam não dando certo.

Desta vez, Will.i.am fez uma parceria com a Honeywell para criar a Xupermask (pronuncia-se “supermask”). Ela vai custar US$ 299. Por essa pequena quantia, a Xupermask apresenta ventoinhas duplas de três velocidades, filtros HEPA, fones de ouvido com cancelamento de ruído ativo, um microfone, “luzes diurnas” LED, Bluetooth 5.0 e um sistema de encaixe de fone de ouvido magnético. Ela também tem bateria de 7 horas.

De acordo com o New York Times, a máscara foi desenhada por Jose Fernandez, o cara que fez os trajes da SpaceX para Elon Musk. (Fernandez também é figurinista de Hollywood.) Ela será lançada em 8 de abril e você pode reservar a sua no site da Xupermask. Supostamente, também haverá futuras colaborações de design com “artistas e outras marcas” nas obras.

Pode parecer estranho esta máscara facial ser lançada depois que a distribuição da vacina já começou. No entanto, os produtos levam tempo para serem prototipados, testados e fabricados. Essa super máscara aparentemente levou um ano para ser feita e, em uma entrevista ao New York Times, Will.i.am sugere que as máscaras ainda serão utilizadas após a pandemia. Isso é discutível. Alguns estados norte-americanos já começaram a flexibilizar as restrições às máscaras e, francamente, os EUA já não souberam lidar muito bem com o uso de máscaras durante o pico da pandemia. Mesmo que a cultura da máscara continuasse nos EUA, algo me diz que uma nova máscara de US$ 299 não seria a primeira escolha da maioria das pessoas.

Além disso, embora o Times sugira que esta é a primeira máscara inteligente conectada, na verdade ela não é. As máscaras inteligentes foram lançadas com força total no início deste ano na CES 2021. Há uma que monitora a qualidade do ar e seus dados de respiração. Outra que parece um capacete do Daft Punk. Outra máscara de US$ 50 já possui fones de ouvido integrados e um microfone embutido para que você possa atender chamadas. A Xupermask nem é a primeira futurista que acende luzes. Essa honra pertence ao Projeto Hazel da Razer. Ela é apenas a primeira a ser lançada por uma celebridade.

Projetos paralelos de celebridades são comuns, mas o histórico de Will.i.am como criador de gadgets é objetivamente ruim. Ele já lançou uma capa de smartphone horrível, fones de ouvido Bluetooth toscos, o terrível smartwatch Puls, mais um relógio inteligente péssimo chamado Dial e, em 2017, sua empresa i.am+ adquiriu a plataforma de casa inteligente Wink. A empresa então começou a afundar a Wink, com os funcionários acusando a i.am+ em 2019 de atrasar os salários em sete semanas.

É possível que, de alguma forma milagrosa, essa máscara decole entre os caçadores de hype, que são obviamente o público que ela quer atrair. Mas, dado o histórico de Will.i.am, eu não contaria com isso.

Sair da versão mobile