Ambos são excessivamente raros na natureza e ambos são formados sob condições de esmagamento e chamuscamento. A lonsdaleíta é um material primo do diamante, um arranjo hexagonal de átomos de carbono 58% mais forte que o seu parente tremeluzente, de acordo com uma simulação de computador do seu comportamento. Ela é forjada na natureza durante impactos de asteróides.

O outro mineral, o nitrato de boro de wurtzita, é ainda mais enigmático. Ele vem junto com erupções vulcânicas especialmente violentas e possui ligações atômicas flexíveis. Quando colocado sob estresse ele endurece até tornar-se 18% mais duro que um diamante. [Discovery News]