No ano passado, uma migração de servidor com erros resultou na perda de todas as músicas carregadas no MySpace entre 2003 e 2015 — uma perda estimada em mais de 50 milhões de faixas, de 14 milhões de artistas. Mas agora uma pequena fração foi recuperada graças a um grupo anônimo de acadêmicos, sendo enviada ao Internet Archive.

O Internet Archive diz que recebeu 490 mil arquivos mp3 originalmente hospedados no MySpace a partir de um “estudo acadêmico anônimo realizado entre 2008 e 2010”. O grupo estava supostamente estudando redes de música na época e pegou 1,3 TB de música do MySpace e então entrou em contato com o Internet Archive quando soube da perda. Desde então, a coleção foi apelidada de The MySpace Dragon Hoard (2008-2010).

(“Este conjunto de 450 mil [número correto é de 490 mil arquivos mp3] músicas foi feito por um grupo acadêmico anônimo que estava estudando redes de música e pegou 1,3 TB de mp3 para estudar no MySpace em aproximadamente 2008-2010 para fazer isso. E alguém me perguntou: ‘Ei, você quer isso, já que eles foram perdidos?’ Sim, sim, eu quis.”)

É possível pesquisar através da coleção por meio da interface Hobbit do arquivo, que foi projetada para se parecer com o antigo player do MySpace. Não é um motor de busca perfeito — o tamanho da coleção significa que leva um tempo para carregar no início. Ainda assim, o grande tesouro já trouxe algum consolo aos criadores afetados pela perda.

(“Perdi demos ali!”)

(“Primeira confirmação de música “perdida” recuperada deste tesouro: “the alpha conspiracy – defend yourself swing mix”. O criador me disse que ela tinha desaparecido para sempre, agora não mais. Comecem a dançar”)

É claro que essa coleção impressionante é apenas uma fração do número total de músicas perdidas. Se estamos sendo completamente sinceros, sua recuperação também é aparentemente o resultado de uma grande sorte.

O MySpace não teve nada a ver com isso, e, se não fosse a gentileza de alguns acadêmicos anônimos e um grupo sem fins lucrativos dedicado a preservar a história da internet, essas faixas ainda estariam perdidas. Embora seja possível que haja mais músicas perdidas escondidas em algum lugar de algum disco rígido esquecido, é improvável que a maioria das músicas perdidas venha a ressurgir. E apenas um lembrete: se você é um criador, não confie na nuvem para salvar sua arte. Faça backups.

[The Internet Archive via The Verge]