Lembram do Meizu MX Quad-Core, aquele smartphone chinês com processador da Samsung que foi anunciado em abril? Ele ganhou um sucessor com hardware ainda mais impressionante.

Fugindo do padrão de cópias baratas de aparelhos tradicionais (os famosos xing-lings e HiPhones), a Meizu se preocupa bastante com a qualidade de seus smartphones e eles podem muito bem ser colocados entre os mais potentes do mercado.



O MX 2, o novo flagship da empresa anunciado hoje, tem um processador Cortex-A9 de 1,6GHz feito pela Samsung, 2GB de RAM, GPU 30% mais rápida do que seu antecessor, tela de 4,4 polegadas com 347ppi e resolução de 1280×800, bateria de 1800 mAh e opções de armazenamento de 16GB, 32GB e 64GB.

Em relação ao software, ele roda o Flyme 2.0, que nada mais é do que a versão customizada do Jelly Bean feita pela Meizu. Ao todo foram incluídos 3.452 novos recursos (!) no OS, muitos deles presentes no Jelly Bean e outros desenvolvidos pela própria empresa.

Assim como no MX Quad-Core, os preços são bastante convidativos, e o modelo mais barato, com 16GB, custa US$ 400, enquanto o de 32GB sai por US$ 480 e o de 64GB sai por US$ 640. Ele começará a ser vendido a partir de dezembro. [Meizu via Engadget]