As empresas chinesas não param de surpreender. A última a botar as mangas de fora é a Meizu, que anunciou o seu novo smartphone topo de linha, o Meizu Pro 6, um aparelho com processador deca-core.

>>> Este é o primeiro smartphone do mercado com 6GB de RAM

O Pro 6 conta ainda com uma câmera traseira de 21 megapixels com um sensor Sony IMX230, uma frontal de 5 megapixels, 4 GB de RAM e versões de 32 e 64 GB de armazenamento, ambas com possibilidade de expansão com cartão microSD. O sistema é a versão 6.0 do Android com personalizações da marca, e sua bateria tem capacidade de 2.560 mAh.

O processador em questão é um Helio X25, da também oriental MediaTek, de três clusters: há dois núcleos de 2,5 GHz, quatro núcleos de 2 GHz e quatro núcleos de 1,4 GHz. Dentre as vantagens, a fabricante do chip diz que essa arquitetura permite uma redução de até 30% no consumo de energia.

meizu-pro-7

E esse design? Parece ou não o de outro aparelho? Acertou se você pensou no Meizu Pro 5, seu antecessor, que tem um corpo metálico muito parecido. A diferença para o anterior é mínima. A tela deste é de 5,2 polegadas FullHD, enquanto seu irmão mais velho tem uma de 5,7 polegadas

Um detalhe interessante do smartphone é que ele conta com um ring flash com dez leds. Em vez de o flash estar ao redor do sensor, como ocorre com o Moto X de segunda geração, ele fica abaixo dele. Outro recurso peculiar é o 3D Press Screen, que parece ser bem parecido com o 3D Touch, da Apple.

Apesar de ter sido anunciado, a Meizu não revelou quando chegará as lojas. Por enquanto, sabemos que a versão de 32 GB tem preço sugerido de aproximadamente US$ 385, enquanto a de 64 GB custará aproximadamente US$ 432. A Meizu está presente no Brasil. Agora, resta saber se eles vão trazer esse aparelho para cá e quanto ele deve custar. O Meizu Pro 5 chegou com preço salgado: R$ 3.699.

[Mashable e Verge]