Estamos em um estágio bem estável no que diz respeito a gadgets. Na maioria dos casos, estamos empacados em um ciclo de continuidade e pequenas evoluções das mesmas tecnologias antigas de sempre para se animar. Mas os gadgets abaixo não só terminaram o ano sendo nossos favoritos, eles também fizeram um bom trabalho em nos animar no que vem por aí. Claro, o ano teve desastres — um dos produtos da lista, inclusive, começou como um desastre! Dito isso, aí vão alguns dos melhores gadgets de 2019. Você pode discordar, mas você pode estar errado ou simplesmente guardar para si sua crítica (brincadeira, diz aí nos comentário o que você acha):

Apple MacBook Pro de 16 polegadas

MacBook de 16 polegadas



Este é o laptop que a Apple deveria ter lançado há anos. A Apple é uma das empresas mais ricas do mundo, mas seus laptops ultimamente têm sido pesadelos minimalistas que ficam melhores em museus de arte do que escritórios. O MacBook Pro 16 conseguiu capturar parte da estética enquanto é um laptop realmente bom e que você pode usá-lo regularmente. Mas além de ser um ótimo laptop da Apple, ele é um ótimo laptop. As teclas são lindas, a tela também, o carregador elegante, apesar de sua potência, e o processador e a GPU são rápidos pra caramba. O preço é alto pra caramba, ainda mais no Brasil, porém vale a menção, pois a companhia, aparentemente, superou o problema de teclado dos notebooks anteriores. — Alex Cranz

North Face Futurelight

Blusa Northface Futurelight é impermeável, mas não esquenta horrores

Na CES 2019, A North Face revelou o que parecia ser um produto impossível. Um tecido à prova d´água que repelia chuva, neve e café, permitindo que o ar quente escapasse por outra direção, de modo que o usuário fique seco durante a chuva, mas não necessariamente fique suado.

A companhia desenvolveu um novo processo de fabricação chamado nanospinning, que tece fibra microscópicas em uma estrutura complexa de teia que pode ser aplicada em camadas em outros tecidos para criar roupas à prova d’água adequadas para qualquer clima.

Diferentemente das capas de chuva tradicionais que parecem sacolas plásticas, as jaquetas feitas com Futurelight são realmente confortáveis e mantêm você seco por dentro e por fora. Mas com preços a partir de US$ 500, você pode esperar alguns anos até o preço dela cair. — Andrew Liszewski

Samsung Galaxy Fold

Samsung Galaxy Fold

Depois de um começo conturbado, o Galaxy Fold mostrou o potencial dos smartphones dobráveis e por que você pode querer um. Bem, talvez não imediatamente, mas no futuro, quando a tecnologia de tela flexível ficar um pouco mais acessível.

Fragilidade à parte, a tela expansível do Galaxy Fold pode substituir uma bolsa inteira de gadgets, de itens de uso único, como e-readers, a gadgets maiores, como tablets. E como seu preço de US$ 2.000 geralmente deixa as pessoas descrentes, é fácil esquecer que o Fold é um baita telefone com uma segunda tela de 4,6 polegadas do lado de fora, um total de seis câmeras e um enorme armazenamento de 512 GB — tudo isso na configuração padrão. Sim, é caro e não é super durável, mas para os usuários entusiastas, depois de usar o Galaxy Fold, os telefones normais não são mais o suficiente. — Sam Rutherford

Fossil Hybrid HR

Smartwatch Fossil Hybrid HR

Smartwatches estão ficando mais avançados a cada ano, mas ainda há muitas pessoas por aí que preferem as pulseiras para medir atividade física. Para essas pessoas, o Fossil Hybrid HR é provavelmente o smartwatch mais interessante. É uma reminiscência do Pebble, graças à sua tela de e-ink discreta e elegante, e, ao contrário dos híbridos mais antigos, apresenta monitoramento de frequência cardíaca, rastreamento de sono e duas semanas de duração de bateria. Claro, não existem recursos super avançados nele, mas você recebe suas notificações do smartphone com perfeição. Sue preço nos EUA é de US$ 195, o que é muito bom para tudo o que faz e uma pechincha comparado com relógios inteligentes mais sofisticados. — Victoria Song

Intel Ice Lake

Intel Ice Lake

Após meia década, a grande mudança da Intel para o processo de 10nm chegou neste ano. O que surpreendeu no Ice Lake é o fato de ele ser realmente bom. Quando você tem de esperar o que tivemos de aguardar pela nova geração de processadores da Intel, a expectativa é que seria ruim. Mas embora o fornecimento do produto tenha sido menor do que o esperado, o processador sugere que a Intel sabe fazer mais do que atualizações minuciosas de velocidade iterativa. Além de ser rápido e extremamente eficiente em termos de energia, o Ice Lake possuir recursos de GPU tão robustos quanto os encontrados pelos concorrentes. — Alex Cranz

Philips Hue Lights com Bluetooth

Lâmpada Philips Hue com Bluetooth

Philips Hue produz algumas das melhores luzes inteligentes do mercado, mas o começo pode ser meio difícil, especialmente se você não deseja configurar um hub dedicado. Felizmente, as novas lâmpadas Hue, da Philips, com Bluetooth tornam o teste das luzes inteligentes ainda mais fácil, permitindo a conexão de até 10 luzes Hue por meio de Bluetooth a único dispositivo móvel.

Isso facilita a escolha de salas ou acessório que você deseja atualizar, sem investir em hardware desnecessário, e você ainda tem acesso à maioria dos mesmos controles de cores e rotinas inteligentes normais das lâmpadas Hue. O interessante é que você pode comprar uma Hue Bridge e atualizar todo o sistema com uma Hue Bridge. — Sam Rutherford

Nintendo Switch Lite

Pessoa jogando no Nintendo Switch Lite

O Switch é um gadget sensacional, mas o Switch Lite está mais para um amor platônico. A flexibilidade e a frieza frustrantes do Switch foram trocadas por um produto robusto, destinado quase exclusivamente para viagens, com botões de pressão, uma tela menor, porém mais nítida, e uma bateria sólida.

Toda vez que procuro um Switch, agora me pego buscando o Lite. Claro que ele não pode fazer tudo que o Switch convencional pode fazer, mas posso jogar os games que eu quero e ocupa menos espaço na minha bolsa e menos peso nas minhas mãos. Com isso, o Switch parece bastante o sucessor que o 3DS estava esperando. — Alex Cranz

Google Pixel 3a

Smartphone Pixel 3A

Para todas as pessoas que dizem que só querem um telefone rápido, que tem uma boa câmera e não querem gastar muito, o Pixel 3a é exatamente o que você precisa. Por fora, o Pixel 3a mantém as coisas simples com um corpo de plástico (entrada para fone de ouvido), enquanto na frente, você tem uma tela OLED, algo que você geralmente não vê em um aparelho de US$ 400. Mas a verdadeira mágica do Pixel 3a é conseguir capturar as mesmas fotos HDR que os principais Pixels do Google, portanto os sensores são praticamente os mesmos. E com o Android 10 e a experiência completa do software do Pixel, o Pixel 3a tem praticamente tudo o que você poderia querer de um smartphone de gama média. — Sam Rutherford

Apple Airpods Pro

AirPods Pro

Não há nada de profissional nos Airpods Pro. Eles são fones de ouvido sem fio bem bons que melhoram bastante a experiência comparado com o modelo anterior. O ajuste está melhor (não muito), assim como a duração de bateria (um pouco) e, embora, o cancelamento de ruído ativo nunca rivalize com os fones de ouvido da Bose e da Sony, certamente é bem-vindo mesmo sendo em fones super portáteis com pouco cancelamento de ruído passivo.

A parte realmente “pro” dessa cara atualização dos AirPods é a ótima qualidade de som. Em comparação com os convencionais e muitos outros fones de ouvido verdadeiramente sem fio, os AirPods Pro são excepcionais. — Alex Cranz

DJI Osmo Mobile 3

DJI Osmo Mobile 3

Ser capaz de capturar belos vídeos em 4K em um dispositivo que cabe no seu bolso faz você se perguntar como as pessoas nos anos 80 sobreviveram carregando câmeras gigantes em seus ombros. No entanto, essas relíquias ofereceram um benefício sobre os smartphones modernos: eram muito mais fáceis de se manter firmes e capturar vídeos sem solavancos.

O Osmo Mobile 3, a terceira evolução do estabilizador de smartphone da DJI, faz maravilhas em melhor os vídeos filmados com um dispositivo móvel. Por US$ 120, é a versão mais barata. Quando associado ao aplicativo de câmera da DJI, você pode até filmar enquanto corre pelas ruas sem fazer o público vomite ao assistir o seu vídeo. Ele também é dobrável de maneira inteligente e pequeno, para que você realmente queira levá-lo para sua próxima viagem. — Andrew Liszewski