A partir de 15 de maio, as novas políticas de privacidade do Whatsapp entram em vigor. Como um lembrete aos “esquecidos”, novos alertas para aceitar os Termos de Serviço apareceram no aplicativo para Android e iOS de vários usuários.

A situação foi divulgada neste sábado (24) pelo WABetaInfo, que publicou alguns esclarecimentos sobre as mudanças que serão feitas. Desde fevereiro, o Facebook já havia alertado (e de forma não muito bacana) que os usuários precisariam aceitar estas novas modificações. Obviamente, foi uma ação recebida de forma negativa e que causou um aumento de downloads nos aplicativos Signal e Telegram. Na época, advogados brasileiros disseram que o novo texto feria a LGPD, legislação nacional que trata da proteção de dados pessoais.

E vamos combinar: com o histórico de vazamento de dados do Facebook e a confusão que ocorreu neste começo de 2021, fica difícil acreditar em toda esta preocupação com a proteção de nossos dados. Inclusive, logo no primeiro tópico desta nova publicação, a empresa já afirma que não será possível compartilhar as mensagens trocadas no aplicativo com o Facebook ou outras empresas, pois “as mensagens e chamadas são criptografadas de ponta a ponta”.

Contas empresariais

De acordo com as informações, as contas empresariais podem armazenar e gerenciar uma conversa por meio de um conjunto de ferramentas, que segundo eles, servem de auxilio para responder às suas mensagens com eficácia. Deste modo, cada empresa têm sua própria política de privacidade, que pode indicar que seu bate-papo com elas seja compartilhado com o Facebook, a fim de gerar anúncios direcionados.

Aquelas que usam provedores de armazenamento na nuvem para cuidar dos bate-papos são assinaladas por meio de uma mensagem ao usuário, como você confere na foto abaixo. E eles reiteram: “mensagens compartilhadas com contas de negócios que não usam provedores de nuvem (ou se eles têm boas práticas de privacidade) não são usadas para gerar anúncios direcionados”.

Mensagem indicado o uso de um serviço de provedor de soluções. Imagem: WABetaInfo.

Mas, se as principais mudanças se encontram neste tópico das contas empresariais, porque todos os usuários devem aceitar estes termos? Bem, segundo a publicação, “todos têm que aceitar os novos Termos de Serviço porque as contas padrão do WhatsApp podem interagir com empresas.”

Simples assim (pelo menos, para eles).

Assine a newsletter do Gizmodo

Como o WABetaInfo explica, os usuários comuns não precisam “se envolver” com uma conta empresarial, assim não estarão sujeitos a estes novos termos. Ou seja: enquanto você estiver somente trocando mensagens com seus amigos e familiares, suas mensagens e chamadas não serão compartilhadas com o Facebook. Nas palavras do site, “se você não gosta dessas mudanças, apenas evite esses serviços e você ficará bem”.

Pelo jeito que as coisas estão se encaminhando, este assunto ainda vai dar muito pano pra manga, especialmente com o Facebook e outras grandes empresas envolvidas. Ah, também fica o alerta: não deixem de ler as políticas de privacidade de atualizações.