Apesar de ser o planeta mais próximo do Sol, Mercúrio é o planeta telúrico mais ignorado do Sistema Solar. Ele teve que sentar e assistir a Terra, Marte e até mesmo Vênus ganhar toda a atenção.

• Cientistas descobrem fosso em Mercúrio que indica que o planeta está encolhendo
• Assista ao belo timelapse feito pela NASA de Mercúrio cruzando o Sol

Felizmente, algumas pessoas lembraram dele – o planeta ganhará um par de visitantes em breve. No ano que vem, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA) mandarão duas naves espaciais – a Mercury Planetary Orbiter (MPO) e a Mercury Magnetospheric Orbiter (MMO) – para dar uma olhada no planeta rochoso em uma missão conjunta chamada BepiColombo. Já conhecíamos essa missão há algum tempo, e na semana passada ela completou com sucesso seu teste final para o lançamento. Ela está um passo mais próximo de decolar. O evento está agendado para outubro de 2018.

Levará um bom tempo até chegarmos em Mercúrio, é claro – a nave não chegará até o final de 2025. A BepiColombo utilizará assistência de gravidade da Terra, Vênus e Mercúrio, bem como o impulso de uma propulsão solar-elétrica, para chegar ao planeta. Uma vez que estiver lá, as duas sondas irão se separar e passar cerca de um ano em órbitas diferentes, medindo “o interior, superfície, exosfera e magnetosfera” de Mercúrio, contando-nos mais sobre a evolução do planeta e o Sistema Solar como um todo, de acordo com a ESA. Se tudo correr bem, existe a possibilidade de ambas as sondas ficarem por lá por mais um ano.

A última vez que Mercúrio teve companhia foi com a missão MESSENGER, da NASA, que acabou em 2015 depois de passar quatro anos orbitando e investigando o planeta. Antes disso, o único amigo de Mercúrio tinha sido o Mariner 10 da NASA, que passou três vezes pelo planeta em 1973. Alguns mistérios permanecem – por exemplo, com que frequência o planeta tem tremores? O que mais poderíamos aprender sobre a história geológica a partir de seus enormes penhascos e abismos?

Pelo menos, BepiColombo oferecerá para Mercúrio um pouco da companhia para esse planeta esquecido. Afinal, nem todos podem ser Saturno.

Imagem do topo: NASA