O Messenger está se tornando muito mais do que um app de bate-papo: ele tem apps, jogos, e até permite fazer pagamentos. Ele também serve para conversar com outras pessoas, mesmo que não estejam no Facebook.

A partir de agora, usuários nos EUA, Canadá, Peru e Venezuela podem usar o Messenger sem ter uma conta no Facebook: basta colocar seu nome e telefone, exatamente como no WhatsApp. O recurso deve chegar a outros países – como o Brasil – em breve.

Ao abrir o app pela primeira vez, haverá um botão “Não está no Facebook?” que você pode tocar para inserir seu número de celular.

messenger-sign-up-android

O Messenger então envia sua agenda de contatos para o Facebook, e encontra seus amigos através do celular deles – uma informação que eles provavelmente colocaram no perfil. Caso você não encontre um contato, é possível usar a busca e procurá-lo.

Claro, fazendo isso, o Facebook terá sua agenda do celular guardada na nuvem, e poderá usar isso para sugerir contatos do WhatsApp como amigos, caso você resolva criar um perfil na rede social.

Em 2012, o Facebook passou a liberar o Messenger para usuários que não tinham perfil na rede social; mas, por algum motivo, isso foi abandonado na época. Agora, ele está de volta.

A ideia desse login alternativo é convencer pessoas – mesmo as que cansaram do Facebook – a usar uma plataforma da empresa. David Marcus, chefe do Messenger, diz ao TechCrunch: “a única forma que podemos crescer em mercados emergentes é permitir que pessoas fora no Facebook se inscrevam. Nós não queremos parar até que todo mundo esteja na plataforma”.

O Messenger quer ser maior do que o SMS, da mesma forma que o Facebook quer ser a porta de entrada para a web. O serviço de mensagens já tem 700 milhões de usuários. [Facebook via TechCrunch]

Foto por Kārlis Dambrāns/Flickr