Pode até não ser um Double Rainbow, mas é um arco-íris lunar! Como isso é possível? Não chove lá para formar arco-íris. A Lua nem atmosfera tem… então como é que a câmera do Orbitador de Reconhecimento Lunar (LRO) capturou este fenômeno fenomenal?

A objetiva grande-angular da LROC (câmera do LRO) usa filtros para criar a imagem, capturando três comprimentos de onda: um filtro de 689 nanômetros para o vermelho, 643nm para verde, e 604nm para azul. Para fazer uma imagem, a câmera da nave tira três fotos consecutivas, que são então combinadas pelo computador para criar uma só imagem.

Quando o Sol está diretamente em cima da superfície lunar, com o LRO no meio, acontece um fenômeno chamado "efeito de oposição", um aumento repentino do brilho da superfície, que elimina qualquer sombra. À medida que a luz chega na LROC, ela interfere nela mesma. E quando isso acontece, os filtros mudam, capturando o brilho em momentos levemente diferentes. Quando o software combina as três imagens diferentes, você observa a luz mudando na forma de um arco-íris.

De acordo com Brett Denevi no blog da LROC, as imagens "fornecem um banco de dados novo e enorme para estudar como a luz interage com uma superfície particulada em diferentes comprimentos de onda. Talvez pareça ser um campo de estudo estranho, mas estes dados podem nos ajudar a entender as imagens de reflectância e espectros que temos da Lua e de outros corpos celestes no Sistema Solar".

Tá bom, Brett, eu acredito em você. Mas com esse arco-íris, eu queria algo que envolvesse unicórnios. Ou pelo menos, leprechauns lunares. [LROC]