Conhecido por seus famosos vídeos de deepfake, o youtuber Jesse Richards trouxe mais um vídeo inspirado na série de sucesso The Office. Desta vez, ele pegou diversos monólogos do personagem Michael Scott (Steve Carell) e editou as imagens para que parecesse que eles estavam sendo ditos por seus colegas de trabalho.

Por conta de falas tidas como memoráveis e transformadas em memes, o eterno gerente regional da Dunder Mifflin, com todos os méritos para a atuação de Carell, sempre é uma das escolhas preferidas na criação dos deepfakes.

Neste novo vídeo, o rosto de Michael Scott vai mudando e adquirindo as feições de Dwight (Rainn Wilson), Jim (John Krasinski), Pam (Jenna Fischer), Angela (Angela Kinsey), Andy (Ed Helms), Toby (Paul Lieberstein), Kevin (Brian Baumgartner), Phyllis (Phyllis Smith) e Creed (Creed Bratton). É desconcertante, mas muito bem feito.

Outro exemplo muito repercutido no Twitter foi este postado no Reddit, em que o rosto de Scott é colocado em todos os seus colegas de trabalho durante uma reunião, em mais uma de suas cenas icônicas.

Por mais estranhos que alguns vídeos possam parecer, existe o seu lado humorístico que nos faz passar mais do que 10 minutos em uma rede social ou plataforma de vídeo buscando por diversos exemplos desta forma de diversão. O TikTok, por exemplo, é um dos grandes distribuidores destas produções, como no caso do próprio conteúdo de Richards.

O termo “deepfake” foi utilizado pela primeira vez em 2017 no Reddit, quando pessoas começaram a usar softwares de deep learning para colocar rostos de celebridades em vídeos de pornografia. Os deepfakes são produzidos usando inteligência artificial (AI) e fazem com que alguém pareça ter dito ou feito algo que nunca disse ou fez. Isso pode, obviamente, ter consequências terríveis, mas são ótimos para a gente dar risada mais uma vez de Michael Scott e companhia.

[Mashable, Entertainment, The Verge]