O TechARP publicou as novas “especificações máximas” da Microsoft para netbooks.

O tamanho da tela passa a ser limitado a 10,2 polegadas (o que deve incomodar empresas como a Acer e a Dell, que têm “netbooks” com telas maiores), e os processadores não podem passar de 2 GHz. O limite de RAM continua a ser 1 GB, enquanto o teto de armazenamento subiu para 250 GB (HDD) ou 64 GB (SSD). Por fim, não há mais restrições a soluções gráficas e recursos de toque.

O propósito da lista de especificações máximas é delimitar quais máquinas podem vir com uma versão mais barata do Windows. Hoje, as fabricantes pagam cerca de US$ 15 por uma licença do XP para netbooks e US$ 45 por uma do Vista em computadores mais potentes.

Além do XP, o Windows 7 Starter seria restrito a equipamentos que obedecessem a esses requisitos. E eu meio que concordo que qualquer coisa com mais de 10 polegadas não é mesmo um netbook. [TechARP via ZDnet]