O Verge relata que a Microsoft está tentando acabar com o cliente do Windows Live Messenger para focar suas energias no Skype. Esse movimento é, definitivamente, uma boa notícia e algo que era esperado já faz algum tempo.

O plano, de acordo com o Verge, é que a infraestrutura do Messenger seja usada para o cliente do Skype também, ou seja, você ainda terá sua conta e contatos do Messenger, mas através da interface do Skype. Essa mudança já está rolando e, aparentemente, 80% das conversas via Skype já ocorrem através do protocolo do Messenger. O Skype é uma alternativa melhor para muitas pessoas do que o WLM.

O Messenger ainda é bastante usado — de acordo com a Microsoft, ele e o Facebook são os dois clientes de bate-papo mais populares do mundo. Mas, sinceramente: quando foi a última vez que você fez entrou no WLM? A Microsoft tem focado nas funções de bate-papo em texto do Skype (especialmente com as recentes melhorias na interface de chat do programa) e até mesmo o integrou aos apps Pessoas do Windows 8 e Windows Phone 8.

Acabar com redundâncias em sua base de apps é uma mudança positiva para a Microsoft. Não faria sentido manter os dois, Windows Live Messenger e Skype, “concorrendo” sob o mesmo teto. Além de acabar com essa disputa interna, a Microsoft consolida suas redes e cria um “super” app, capaz de se comunicar com vários protocolos ao mesmo tempo — além dos próprios contatos do Skype e os do WLM, ele ainda se comunica com os amigos do Facebook. O único problema que talvez possa acontecer é o de convencer a base de usuários do Messenger, ainda forte no Brasil e em vários países da Europa, a migrar para o Skype. [Verge]