De acordo com a Bloomberg, a Microsoft pediu para a HTC colocar o Windows Phone em mais de seus smartphones. Mas não foi um pedido simples: eles queriam smartphones que rodassem Windows Phone e Android.

Terry Myerson, chefe da unidade de sistemas operacionais da Microsoft, teria pedido à HTC no mês passado para “colocar o Windows Phone como uma segunda opção em aparelhos” com o software rival do Google. Mas como? Segundo a Bloomberg:

Os detalhes técnicos ainda precisam ser resolvidos. Não ficou claro se o smartphone da HTC rodaria o Windows e Android ao mesmo tempo, ou se permitiria que os usuários escolhessem um padrão.

Aparentemente, a Microsoft discutiu até baixar ou retirar a taxa de licenciamento do Windows Phone para torná-lo uma opção mais atraente à HTC, que está em dificuldades financeiras. Isso cheira a desespero – e meio que é, mesmo.

As negociações com a HTC ainda estariam nos estágios iniciais, então ninguém tem certeza de que veremos este smartphone híbrido. Mas ver Windows Phone e Android no mesmo aparelho, ao mesmo tempo, seria insano.

Seria útil, no entanto? Provavelmente não. A menos que você conseguisse, de forma rápida, alternar entre Android e Windows Phone, é difícil imaginar casos em que isso valeria a pena. Há muitos detalhes técnicos que prejudicariam um smartphone assim: lembre que a HTC teria que lidar com atualizações e correção de bugs em dois sistemas, por exemplo.

A HTC não lança um novo Windows Phone há quase um ano. Na época, ela travava uma disputa contra a Nokia pelo melhor smartphone com o sistema; agora, segundo a Bloomberg, a HTC “não tem mais planos de lançar Windows Phones”. Veremos se essas conversas com a Microsoft mudam isso. [Bloomberg]