A Microsoft anunciou hoje que está entrando com uma ação contra a Motorola por infração de patentes. Mais especificamente, nove patentes que a Microsoft diz que os Androids da Motorola infringem. Levando em consideração que a Microsoft já entrou com uma ação semelhante contra a HTC, essa disputa pode ficar bem interessante.

Claro, todo mundo processa todo mundo no mundo dos smartphones, então em tese não há nada de novo por aqui. E há uma boa chance da Motorola seguir o mesmo caminho da HTC, que não apresentou muita resistência e pagou uma bolada de direitos para a Microsoft.

Mas as acusações da Microsoft, particularmente, são vastas, e tudo indica que se aplicam não só a Motorola, mas a qualquer fabricante de smartphones com Android. Da queixa de hoje:

“As patentes em questão se referem a uma gama de funcionalidades incorporadas em smartphones da Motorola com Android que são essenciais para a experiência do usuário, incluindo sincronização de e-mail, calendário e contatos, agendamento de encontros, aplicativos de notificação e modificações de força de sinal e gasto de bateria… A Motorola precisa parar com essas infrações de patentes inventadas por nós.”

Isso vindo de Horacio Gutierrez, advogado da Microsoft que já apoiou a Apple num processo contra a HTC, dando a entender que esse é o início de um ambiente restrito e litigioso no mundo dos smartphones. Ou seja, mesmo que essa batalha específica seja resolvida rapidamente ou não, tudo indica que a Motorola é apenas um dos alvos de uma guerra muito maior em curso. [Microsoft]