A Microsoft agora está oficialmente no seleto clube de empresas que valem US$ 2 trilhões, ou o equivalente a R$ 9,95 trilhões na conversão direta.

Na última terça-feira (22), por um curto período de tempo, a empresa se tornou a segunda companhia nos Estados Unidos a atingir esse valor de mercado depois que suas ações subiram 1,2% em Nova York — e na sequência caíram alguns centavos abaixo do limite no fechamento.

Com isso, a Microsoft se junta à Apple, que atingiu o marco em 2020, como as duas únicas entidades estadunidenses a alcançar esse feito. Globalmente, a única outra empresa a atingir esse valor de mercado é a Saudi Aramco, maior organização de petróleo do mundo com sede na Arábia Saudita, que atingiu uma avaliação de US$ 2 trilhões em dezembro de 2019.

A Microsoft vem reafirmando seu domínio em computação na nuvem e software nos últimos meses. Na semana passada, inclusive, anunciou que o CEO Satya Nadella foi escolhido por unanimidade como presidente do conselho depois de sua liderança levar a empresa para patamares surpreendentes, mesmo diante dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19. Enquanto outras companhias fechavam escritórios e operações, a Microsoft aprimorou sua linha de softwares e serviços, além de modernizar seus aplicativos em nuvem e permitir que os funcionários tivessem maior flexibilidade para trabalhar de onde quisessem.

Hilary Frisch, analista de pesquisa sênior da Clearbridge Investments, disse à Bloomberg que o recente sucesso financeiro da Microsoft faz muito sentido, uma vez que a empresa “tem muitas mãos e está fazendo tudo bem: jogos, nuvem, automação, análise, inteligência artificial”. “É um nome com valor atraente dentro da tecnologia e deve se beneficiar tanto da reabertura da economia quanto de uma mudança mais pronunciada em direção à nuvem”, completou.

Assine a newsletter do Gizmodo

Embora a Microsoft e a Apple sejam os únicos membros dos EUA no clube de empresas avaliadas em US$ 2 trilhões, as coisas podem não ficar assim por muito tempo. A Amazon e a Alphabet Inc. (dona do Google) estão quase lá, com capitalização de mercado de quase US$ 1,8 trilhão (R$ 8,95 trilhões) e US$ 1,6 trilhão (R$ 7,95 trilhões), respectivamente.