Ok, o iPad pode ser só um iPhone maior. Mas essa foto do Mixr, um aplicativo multitouch de DJ cheio de funcionalidades, pode dar uma pista de quão fantásticos podem ser os aplicativos para um iPhone grandalhão.

O próprio iPhone tem um monte de aplicativos para fazer música, apesar de que eles são mais curiosidades pra você mostrar pros amigos do que coisas funcionais. Mas quando você começa a aumentá-las para a tela de 9” do iPad, as apps começam a deixar de ser coisas divertidinhas e passam a ser usáveis.

Os previews do Nota, um aplicativo para piano, pareceram bem legais, mas o Mixr é de babar mesmo. Os desenvolvedores querem criar um aplicativo de DJ de nível profissional, "incluindo cross-fading, equalização, cue, drag & drop tracks e efeitos como delay e auto filter." O Mixr também tem uma biblioteca especialmente construída para mostrar todas as suas faixas, de modo que você possa rapidamente pegar e fazer um mashup instantâneo de, digamos, "Rebolation" com qualquer faixa do DJ Cremoso

Pelo que vimos até agora, ainda falta um bocadinho para o Mixr ficar pronto, mas me anima muito ver que os desenvolvedores estão realmente olhando para além da experiência do iPhone e visualizando aplicativos que tomarão vantagem do tamanho e poder do iPad. Multitouch é legal para um monte de coisas, tipo navegar pela web ou marcar pontos no mapa, mas para qualquer um que tenha um interesse remoto por fazer música, os aplicativos em potencial são animadores e, na real, óbvios. 

Apesar de haver a tentação de derramar cerveja sem querer querendo no primeiro DJ-de-iPad metido a besta, a ideia de liberar a o compositor de músicas que existe em todo mundo, sem ter de enfrentar softwares complexos e amedrontadores e deixar ao alcance dos dedos das pessoas é quase, bem… Revolucionário. [Mixr