Mojo Lens: assista ao teste da lente de contato com realidade aumentada

No melhor estilo ficção científica, as lentes com realidade aumentada podem projetar dados, gráficos e informações na retina do usuário. O produto ainda está em fase de testes, mas você já pode assisti-lo em ação

realidade

imagem: Mojo vision / reprodução

No melhor estilo ficção científica, as lentes de contato Mojo Lens, da startup americana Mojo Vision, ostentam a que é considerada a menor tela microLED do mundo. Ela tem menos de 0,5 mm de diâmetro e possui 14 mil pixels por polegada, uma tecnologia de rastreamento ocular ultraprecisa.

Entre as potenciais aplicações do produto, segundo a empresa, estão os esportes. A lente de contato hi-tech podem permitir que atletas acompanhem — projetados diretamente na sua retina — dados de seu treinamento e estatísticas de desempenho em tempo real, melhorando o foco durante a atividade física.

Para ficar mais claro, basta imaginar a mascará super inteligente do “Homem de Ferro”. Quando se quando ele esta vestindo, as informações aparecem no perímetro da sua visão.

Segundo a empresa, a pequena tela verde monocromática da lente rígida pode mostrar texto, gráficos básicos e até algumas ilustrações, mas foi projetada para funcionar mais como um smartwatch.

imagem: Moro Vision / reprodução

O sistema roda com um processador ARM Core M0, e utiliza leituras de acelerômetro, giroscópio e magnetômetro para fazer o rastreamento ocular do usuário. Todo o controle é feito apenas pelos olhos, e as informações são transmitidas por uma banda de 5 GHz, sendo mais rápida que o bluetooth. O protótipo também já conta com um software básico, que traz alguns recursos pensados na experiência de usuário.

Ao contrário da tecnologia de rastreamento ocular em óculos VR e AR, que usa câmeras para detectar o movimento dos olhos, essas lentes seguem o movimento dos olhos, exatamente como uma lente de contato comum.

Fase experimental

De acordo com a empresa, ainda é preciso mais algumas análises e também feedbacks de usuários que estão fazendo os testes do produto.

Além disso, a startup ainda ressaltou que alguns experimentos clínicos também estão sendo feitos com pessoas que possuem graus diferentes de deficiência visual, para deixar as lentes hi-tech mais inclusivas possível.

Há duas semanas, o site CNET postou o primeiro vídeo mostrando como funciona a lente em um teste real. Assista abaixo:

Por enquanto, o protótipo ainda não está disponível para compra e ainda não há uma previsão para isso ocorrer. Além disso, a comercialização desse tipo de produto requer aprovação prévia por agências regulatórias de saúde dos países.

Sair da versão mobile