A Motorola prometeu lançar o Moto 360 no Brasil em outubro. O mês se passou, mas ele não chegou. Bem, o smartwatch está enfim disponível a partir de hoje, custando R$ 799.

Ele será lançado inicialmente no varejo on-line e na loja da Motorola. Em até dez dias, ele estará disponível em lojas físicas também. Ao contrário dos EUA, você não encontrará o Moto 360 em lojas de operadora.

>>> [Review] Moto 360: o melhor smartwatch ainda precisa ficar mais esperto

Moto 360

O smartwatch

O Moto 360 possui tela redonda, corpo em aço inoxidável e vem acompanhado por pulseiras de couro; você pode trocá-las por outras pulseiras no padrão 22mm.

Trata-se de um relógio de pulso inteligente que roda Android Wear. Ele se conecta via Bluetooth ao seu smartphone Android para virar uma segunda tela, recebendo notificações e permitindo controlar apps (como o Google Música).

Ele também exibe cards do Google Now com previsão do tempo, informações de voo, entre outros; além de mostra rotas curva-a-curva para você chegar ao seu destino. Você pode controlá-lo através da touchscreen ou por comandos de voz, dizendo “OK Google”.

Moto 360

O Moto 360 acompanha sua atividade física usando um pedômetro e um monitor óptico de frequência cardíaca, que mede seus batimentos de forma constante. O relógio tem resistência IP67 a água e poeira.

A Motorola diz que a bateria do Moto 360 dura um dia com uso misto. Após uma atualização de software, a autonomia dele melhorou bastante, e ele pode chegar a quase dois dias de uso. Você o recarrega sem fios através de uma base especial que acompanha o relógio.

A concorrência

No Brasil, há poucas opções de smartwatch em canais oficiais (você pode importá-los, é claro). O Moto 360 é mais caro que os relógios da Samsung e LG, inclusive nos EUA. Mas lá, a diferença de preço é de US$ 20; aqui, é de R$ 100.

LG G Watch

O LG G Watch (acima) roda Android Wear e custa até R$ 699. No entanto, tem corpo feito de plástico, não possui monitor de frequência cardíaca, e é meio desajeitado para recarregar a bateria – você precisa encaixar os pinos da traseira em uma base.

Samsung Gear Fit

O Samsung Gear Fit roda Tizen e também custa R$ 699. Só que ele é mais limitado: só se emparelha com dispositivos compatíveis da Samsung; não permite realizar comandos de voz, porque não há microfone; e seu monitor de frequência cardíaca não mede seus batimentos de forma constante. No entanto, sua bateria dura até quatro dias com uma só carga.

Samsung Gear S

E também temos o Samsung Gear S, que será lançado esta semana por R$ 1.499. Ele tenta ser basicamente um smartphone de pulso, com inúmeros sensores e conexão 3G/Wi-Fi independente. Mas ele não é tão elegante quanto o Moto 360, e custa quase o dobro do preço.

O Samsung Gear 2 foi lançado no Brasil por R$ 1.299, mas não o encontramos no varejo online.

Por enquanto, smartwatches têm um apelo maior para early adopters, especialmente por esses preços. E o Moto 360 é, de longe, o mais bonito. Se você realmente quer um complemento de R$ 799 para seu smartphone Android, ele parece a melhor opção. Confira nosso review aqui.

Atualizado às 13h23 com o preço correto do Moto 360