Se você ainda tinha alguma leve esperança de que a Motorola seria bondosa e atualizaria o Dext e o Backflip para o Android 2.1 – tirando você da tristeza de usar uma versão ultrapassada do robozinho – eis uma má notícia: os dois aparelhos ficarão oficialmente na versão 1.5 e não receberão update no Brasil. O difícil é entender o porquê.

De acordo com a tabela oficial de atualizações do fórum da Motorola (reproduzida abaixo), o Backflip e o Cliq (versão americana do Dext) serão atualizados para o Android 2.1 nos EUA ainda este ano, mas os mesmos aparelhos no resto do mundo ou talvez recebam o update (status "sob avaliação") ou nem vão receber. No Canadá e na Ásia, o update talvez venha; na Europa e América Latina, é certeza  que ele não virá. (O Quench não foi mencionado na tabela da América Latina.)

Esta decisão não parece ser relacionada com a importância relativa dos mercados (a Europa é um mercado bastante relevante de smartphones) e nem com dificuldade em lançar o update: já mostramos duas formas de instalar o Android 2.1 no Dext, criadas por programadores voluntários – por que uma empresa multinacional não poderia fazer o mesmo?

Já fizemos um duelo entre Dext e Backflip, explorando as vantagens e desvantagens de cada um. Com esta notícia, os aparelhos têm uma desvantagem enorme: pararam no tempo e não poderão rodar vários apps pensados para Android 1.6 ou superior. Se você quiser tirar o máximo do seu smartphone com Android, não deveria comprar nenhum dos dois. O Droid 2 – com Android 2.2 – pode chegar ainda este mês ao Brasil, e o preço do Milestone pode ser reduzido com isso – vale a pena esperar.

Falando no Milestone, a atualização para o Android 2.2 está "sob avaliação" na América Latina, enquanto o processo já começou nos EUA. A atualização do Milestone está prevista para o quarto trimestre na Europa e Ásia, então é bem possível que ela venha ao Brasil também. Mas, se você estiver com pressa, pode instalar o Froyo não-oficial no Milestone agora mesmo. [Motorola]