A Motorola Mobility vai vender a sua fábrica em Jaguariúna (SP), além de uma planta em Tianjin (China) para a Flextronics, uma antiga parceira da empresa.

As empresas anunciaram a negociação hoje (11) e não divulgaram os valores. A transação deve ser concluída no primeiro semestre do ano que vem e vai transferir todos os empregados das fábricas da Motorola para a Flextronics, que vai gerenciar as operações nas duas plantas.

O anúncio feito pela Flextronics afirma que a empresa ficará responsável pela fabricação de dispositivos móveis com Android. Isso pode significar que a Motorola vai simplesmente terceirizar a sua produção, da mesma forma que a Apple faz com sua parceria com a Foxconn.

Não sabemos ainda se isso vai afetar a produção nacional da Motorola. Entre os dispositivos produzidos em Jaguariúna está o Razr HD. Entramos em contato com a Motorola e atualizaremos o post assim que eles responderem.

Comprada pelo Google em 2011, a Motorola Mobility registrou prejuízo no seu primeiro trimestre como subsidiária: ela perdeu US$ 527 milhões, sendo que US$ 505 milhões vieram da divisão de celulares. Para se reestruturar, a Motorola demitiu 220 funcionários no Brasil e quase 4.000 ao redor do mundo. [Flextronics via TechCrunch]

ATUALIZAÇÃO: A Motorola continuará a fabricar aparelhos no país, mas agora isso será terceirizado. Eis o posicionamento oficial da Motorola Brasil:

A Motorola reforça seu compromisso com o mercado brasileiro e confirma que vai continuar produzindo localmente antes e depois da conclusão do acordo anunciado com a Flextronics.