Depois de alguns vazamentos, a Motorola oficializou o One Fusion+, que começa a ser vendido na Europa por € 300. O smartphone chega perto dos aparelhos topo de linha, mas algumas especificações pendem para modelos intermediários. Entre as principais características estão as quatro câmeras traseiras, câmera de selfies no estilo pop-up e bateria de 5.000 mAh.

O Motorola One Fusion+ tem tela IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução Full HD e suporte ao HDR10.

Por dentro, um processador Snapdragon 730 em conjunto com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno – há ainda um slot para cartão microSD de até 1TB.

A bateria tem 5.000 mAh e a fabricante incluiu um carregador rápido de 15W. A promessa da Motorola é de “mais de dois dias de autonomia”.

O conjunto de câmeras tem para oferecer quantidade, são quatro sensores na traseira:

  • O sensor principal tem 64 megapixels e f/1,8;
  • A lente ultrawide tem sensor de 8 megapixels, abertura f/2,2 e ângulo de visão de 115°;
  • A opção macro tem 5 megapixels e f/2,4;
  • O sensor de profundidade tem 2 megapixels e abertura f/2,4.

A sopa de letrinhas e números ainda é completada pela câmera de selfies de 16 megapixels e abertura f/2,2, no estilo pop-up.

Motorola One Fusion Plus

Alguns detalhes do modelo que podem interessar é a presença de entrada de fones de ouvido e a porta USB-C. Por outro lado, esse aparelho não tem tecnologia NFC.

O Motorola One Fusion+ tem acabamento de plástico e será vendido na Europa nas cores branco e azul por € 300 (cerca de R$ 1.650 na cotação atual).

A fabricante ainda não deu data para o celular desembarcar no Brasil, mas ele já foi homologado pela Anatel.