Redes 5G comerciais não existem ainda. E não importa a velocidade ou a beleza dos smartphones disponíveis atualmente, eles não vão conseguir acessar essas redes quando forem disponibilizadas. Mas e se você adicionar um suporte a redes 5G ao seu telefone meses ou até anos depois de você já tê-lo?

[Review] Moto Z3 Play: a evolução é tímida, mas os Snaps tentam compensar
5G se aproxima do Brasil com planos da Anatel de leiloar frequências em 2019

Isso é exatamente o que a Motorola está planejando fazer com o novo Z3, pois ao se aproveitar do poder do sistema modular da companhia, o Z3 está sendo chamado de o primeiro smartphone 5G — isso se você usar um Moto Snap que tem um modem 5G embutido.

A Motorola diz que esse preponderância na parte superior está aí para acomodar antenas extra para a recepção de sinal 5G

É uma ideia ousada. Não só dá à Motorola a flexibilidade de atualizar o Z3 após o lançamento como também capitaliza sobre a ideia que tornou a modularidade tão tentadora no início desse tipo de recurso. Comparado com outros Moto Snaps, como o Gamepad e o Stereo Speaker — que podem soar supérfluos para alguns — o Moto 5G teria, em teoria, o poder de mudar seu telefone de forma mais significativa.

Embora a Motorola não tenha anunciado o preço ou a data de lançamento para seu Snap 5G, a empresa diz que usará os modems x50 e x24 da Qualcomm para entregar velocidades que podem chegar em até 3 Gbps (ou 5 Gbps quando conectado a um PC), embora ele também conte com uma bateria adicional de 2.000 mAh para aliviar a preocupação de que conexões 5G vão fazer a autonomia do telefone acabar rápido.

Mantendo o espírito da modularidade, a Motorola diz que o Moto 5G será compatível com todos os smartphones da linha Z lançados previamente ainda em 2019.

Moto Z3

O smartphone Moto Z3 parece bastante com o Z3 Play, que nós avaliamos recentemente, mas um pouco mais corpulento, embora não em um nível de um smartphone topo de linha.

Ele vem com o processador Qualcomm Snapdragon 835, 4 GB de RAM, armazenamento de 64 GB, um slot microSD, um conjunto de duas câmeras traseiras de 12 MP e uma tela AMOLED de 6 polegadas (2.160 x 1.080). O Z3 mantém o sensor de impressão digital na lateral, como no Z3 Play. Uma das vantagens é o preço sugerido, que nos EUA é de US$ 480 (cerca de R$ 1.800 em conversão direta). Isso é significantemente mais barato que o preço de aparelhos premium por lá.

No entanto, o aparelho tem uma ressalva no mercado americano: tanto o Moto Snap Moto 5G quanto o Z3 só estarão disponíveis na Verizon, então os compradores devem ter em mente que dependerão da boa vontade da operadora de disponibilizar logo sua rede 5G. Além disso, o comprador interessado deverá avaliar se sua cidade conta com a cobertura — a rede ultrarrápida não estará disponível do nada, mas de cidade em cidade. Você também precisará atualizar seu plano de telefonia para o 5G funcionar.

Independente disso, com pelo menos um smartphone que já ofereça suporte à “grande nova onda” de telefonia móvel por meio de um complemento, está claro que a corrida do hardware pelo 5G vai começar a esquentar. O Z3 começará a ser vendido nos EUA em 16 de agosto, embora ninguém tenha revelado quando o Moto Snap Moto 5G começará a ser vendido.

Todas as imagens via Motorola