Uma vítima de golpe supostamente planejou matar a própria mãe para dar dinheiro a um suposto amante virtual.

A polícia de Garner, na Carolina do Norte, acredita que Roxanna Reed, 55, foi alvo de um golpe. O departamento primeiro descobriu sobre a ação quando a família de Reed alertou as autoridades de que ela estava enviando dinheiro para alguém que ela conheceu online, segundo nos informou Joe Binns, capitão de polícia de Garner. “Ela foi vítima de um golpe e ela enviava dinheiro para pessoas que não conhecia”, afirmou.

Pesquisadores querem usar inteligência artificial para “prever” se um crime é ligado a gangues
Detentos hackeiam tablet de prisão e roubam quase US$ 225 mil

De acordo com Binns, a família de Reed compartilhou com a polícia a troca de mensagens entre ela e o golpista. As mensagens mostravam o que a vítima estaria disposta a fazer para dar dinheiro a essa pessoa, acreditando que ela estava apaixonada.

Nas mensagens, a mulher explicava como ela mataria sua mãe de 88 anos, Emma Maurine Hammontree, que vivia com ela. Assim, poderia conseguir mais dinheiro para pagar a pessoa que solicitava dinheiro. “Acreditamos que era apenas uma questão de dinheiro”, disse Binns ao Gizmodo. “Se ela matasse a mãe, poderia enviar uma quantia maior.”

“Havia informação o suficiente (nas trocas de texto) sobre como e quando iria acontecer, e seria ela própria quem cometeria o crime”, afirmou Binns.

A polícia prendeu Reed por conspiração criminosa para cometer assassinato. O capitão da polícia local disse que as autoridades tomaram medidas para garantir a segurança de Hammontree.

A rede WNCN, afiliada à CBS, informa que documentos do processo dizem que o golpista se identifica como Scott Humpal. O problema é que uma busca em sites sobre golpes fez com que eles concluíssem que muitos golpistas usam a identidade Scott Humpal em suas operações. O Scott verdadeiro, que foi vítima de roubo de identidade, já se pronunciou antes sobre sua identidade ter sido usada em esquemas fraudulentos — mas essa é a primeira vez que seu nome foi associado a uma conspiração de assassinato.

A polícia de Garner informou que a polícia ainda está tentando identificar o golpista.

Em entrevista à rede WNCN, o Scott real, que é dono de uma clínica de fisioterapia no Texas, disse que “parece estar vivendo uma história de novela”.

[WNCN]

Imagem do topo: Getty