Fato (talvez): a beleza humana não tem nada a ver com julgamentos subjetivos — tem a ver com uma equação matemática obscura. Fato (certo): existe um app para iPhone baseado nessa teoria.

Criado pelo bebê gigante Ed Nash (foto acima), Fit or Fugly (Gato ou feioso) julga sua aparência baseado nas proporções do seu rosto, obtida a partir de uma foto e de dados inseridos pelo usuário, para o app saber exatamente onde estão seu nariz, orelhas, olhos e boca. Funciona? Como uma ferramenta para determinar beleza objetiva, talvez. Como meio de plantar pequenas e férteis sementes de dúvida — "será que não sou lindo?" — no subconsciente de outras pessoas (e no seu também!), aí dá certo. Por um dólar, você pode se sentir mais belo hoje. [iTunes via Cult of Mac]