O Google nunca organizou muito bem o Android Market: encontrar um app pode não ser tarefa simples; o Google não testa os apps antes de publicá-los; e se você comprar um app, tem só 15 minutos para testá-lo. Resta a outras empresas consertar esses erros. Se com o AppBrain fica mais fácil encontrar apps, na Amazon Appstore é possível testar apps – gratuitos e pagos – direto no navegador, sem desembolsar um centavo por eles.

Funciona assim: se o app tiver o botão Test Drive no site da Amazon, você tem acesso gratuito ao app por até 30 minutos (seja ele gratuito ou pago). Não a uma versão simplificada, e sim acesso a uma máquina virtual do Android: os apps padrão de música, vídeo, galeria de fotos, navegador etc. estão todos lá – você pode até desinstalar o app que está testando. (Só não há acesso à câmera nem ao teclado.) O Android, na forma de objeto em Flash, está na versão 2.2 (Froyo).

Para usar a função Test Drive, você precisa estar nos EUA. Nada que um serviço VPN gratuito não resolva – eis uma lista com vários que você pode usar. (Eu uso o proXPN.) Depois, é só conferir estes apps que oferecem o Test Drive. Ele exibe direto o app que você abriu, e você o controla com o mouse. Se você quiser ir para a tela inicial, é só clicar no botão Home; os botões Voltar, Menu e Busca estão lá também, e funcionam. Você pode explorar esta máquina virtual do Android, mas não vai encontrar muita coisa: você não pode instalar apps (ele não tem o Market nem instala apps da Amazon Appstore) nem pode navegar pela web (o único site é o Amazon.com).

Esta é uma bela iniciativa da Amazon, e algo que o Google decididamente deveria copiar. Mas há alguns poréns: a máquina virtual é um pouco lenta (vamos culpar o Flash, o serviço VPN ou a Amazon mesmo?); nem todos os apps pagos têm Test Drive (não dá pra jogar Angry Birds Rio…); e, principalmente, se o app funciona na máquina virtual, não quer dizer que ele vá funcionar bem no seu celular. Por exemplo, o novo app da revista Newsweek até que funciona direito no Test Drive, mas no smartphone, não muito

Enfim, mesmo levando em conta os poréns, prefiro poder testar apps no meu computador com a Android Appstore do que ter que baixar no smartphone via Android Market, ver que é ruim e desinstalar. Ou pior, ter apenas 15 minutos para testá-lo no smartphone, se for um app pago. O ideal mesmo seria ter os dois: teste via navegador na interface web do Market; e pelo menos 30 minutos no smartphone, no caso de apps pagos. Google, cuide melhor do Market, e aprenda com a concorrência. [Amazon via Engadget]