A NASA começou a fazer os primeiros testes das aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical (eVTOL) da Joby Aviation.  Isso marca a primeira inclusão de um veículo eVTOL na Campanha Nacional de Mobilidade Aérea Avançada da NASA.

Ao participar dos testes de voo de desenvolvimento de uma aeronave comercial, a agência espera “promover a mobilidade do espaço aéreo” nos Estados Unidos e “ajudar a integrar táxis aéreos, drones e outros veículos novos no espaço aéreo nacional”, de acordo com a nota no site oficial da agência.

Os testes do eVTOL começaram em 30 de agosto, na Califórnia, e vão até 10 de setembro. A Joby Aviation, empresa aeroespacial com sede no estado, pretende lançar seu serviço de táxi aéreo em 2024, mas deve atender aos requisitos estabelecidos pela Federal Aviation Administration (FAA). Esses testes, com a ajuda da NASA, são um passo nessa direção.

“A Campanha Nacional AAM da NASA é crítica para impulsionar a compreensão científica e a aceitação pública das aeronaves eVTOL”, disse JoeBen Bevirt, fundador e CEO da Joby Aviation, em um comunicado da NASA. “Estamos extremamente orgulhosos de ter trabalhado em colaboração com a NASA em voos elétricos nos últimos 10 anos e de ser a primeira empresa eVTOL a voar como parte da campanha.”

A aeronave possui seis motores elétricos que permitem uma decolagem e aterrissagem mais suave e sem emissão de poluentes. O eVTOL pode atingir velocidades de até 322 Km/h e pode transportar desde um piloto até quatro passageiros. A Joby Aviation está se autodenominado como o “Uber aéreo” e deseja que os clientes reservem voos com um aplicativo e paguem taxas comparáveis ​​a veículos terrestres.

Para os testes de voo inaugural, a NASA irá monitorar o desempenho da aeronave, coletará dados acústicos e verá como ela responde ao piloto. Para os testes acústicos, a “equipe implantará a instalação acústica móvel e construirá uma matriz de mais de 50 microfones para medir o perfil acústico da aeronave em diferentes fases do voo”, de acordo com a NASA.

Os testes têm como objetivo expor potenciais lacunas ou deficiências e também fornecer dados para futuros modelos e simulações de voo avançados. Em última análise, a NASA e seus parceiros estão procurando aprovar os requisitos regulatórios e incorporar a aeronave ao Sistema Espacial Nacional da FAA .

Assine a newsletter do Gizmodo

Se tudo correr bem, esses testes de voo de desenvolvimento serão seguidos pelo primeiro conjunto de testes de campanha, chamado NC-1, que está programado para começar no próximo ano. Esses testes envolverão cenários de voo mais complicados para o eVTOL.