Se você está cansado de notícias da Terra, talvez essa atualização sobre o Planeta Vermelho sirva para deixar você um pouco mais calmo. A missão do rover Curiosity da NASA produziu uma incrível imagem de 1,8 bilhão de pixels da superfície de Marte.

A imagem acima quase não traduz o quanto ela é impressionante. Por isso, assista ao vídeo abaixo. Você também pode usar esta página da NASA para explorar o panorama em detalhes.

A Curiosity capturou mais de mil imagens de seus arredores no final do ano passado, e os cientistas passaram os últimos meses juntando-as. A imagem mostra o lado do Monte Sharp de Marte, em uma região chamada Glen Torridon. A NASA também divulgou uma segunda imagem que incluía o próprio veículo.

O veículo espacial estava parado sem comandos durante esse período, pois a equipe do Curiosity estava ausente no recesso de Ação de Graças, de acordo com um comunicado da NASA. Os operadores da câmera ainda precisavam programar as tarefas para garantir que as imagens estivessem em foco e que a iluminação fosse sempre a mesma. No total, são 6,5 horas de observação ao longo de quatro dias combinadas.

Se você quer ver mais, o Curiosity tirou uma imagem de 1,3 bilhão de pixels da superfície marciana lá em 2013.

A NASA lançou o rover Curiosity em novembro de 2011. Ele chegou ao Planeta Vermelho em agosto de 2012. Desde então, o veículo, que tem o tamanho de um carro, permitiu que os pesquisadores estudassem o clima e a superfície do planeta, além de investigar se a cratera Gale já teve condições de vida.

O Curiosity ajudou a moldar nossa imagem moderna de Marte, pois detectou níveis misteriosamente flutuantes de oxigênio, picos de metano e compostos orgânicos. Ele viajou mais de 21 quilômetros pela superfície marciana e superou falhas, além de intensas tempestades de poeira.

Outros rovers estão chegando em breve. A NASA lançará um novo veículo espacial em julho de 2020 e anunciará o nome desse veículo espacial na tarde desta quinta (5).

Então, relaxe e imagine-se longe dos problemas da Terra, cercado por poeira vermelha. Em Marte, você teria um novo conjunto caótico de problemas para pensar, é claro, mas vamos esquecer isso por um momento.