A sonda espacial Juno, atualmente orbitando Júpiter, estava programada para encerrar sua missão colidindo com o gigante de gás em julho deste ano. Mas isso não vai mais acontecer!

A missão será estendida até 2021, com os trabalhos científicos se prolongando até 2022. Tudo para que ela possa alcançar seus objetivos, conforme noticiou o Business Insider. Isso atrasará o fim dramático da sonda em pelo menos alguns anos.

• Esta imagem do polo azul de Júpiter é magnífica
• Novos resultados da sonda Juno mostram estranheza da Grande Mancha Vermelha de Júpiter

“A NASA aprovou a continuação da Juno até 2022 para terminar todo o nosso trabalho científico inicialmente programado”, disse Scott Bolton, investigador principal da Juno do Southwest Research Institute, em entrevista ao Gizmodo por e-mail. “As órbitas são maiores do que o planejado, e é por isso que a Juno precisa de mais tempo para coletar nossas medidas científicas planejadas.”

A Juno deixou a Terra a caminho de Júpiter em 2011 e chegou ao gigante de gás em 4 de julho de 2016. Desde então, enviou uma série de dados valiosos que revelaram novas informações sobre Júpiter, como a profundidade da mancha vermelha, vistas tridimensionais do gás abaixo de sua superfície e como suas auroras funcionam. Ela também trouxe algumas das melhores imagens espaciais já registradas.

Mas as coisas não funcionaram tão tranquilamente o tempo todo. A Juno ainda está em sua órbita inicial de 53 dias em torno do planeta. Uma queima de motor deveria encurtar a órbita para 14 dias, uma manobra que foi cancelada para evitar riscos, de acordo com um comunicado da NASA: “Duas válvulas de retenção de hélio que fazem parte do encanamento do motor principal não operaram como esperado quando o sistema de propulsão foi pressurizado em outubro”.

As órbitas maiores do que o planejado significaram que a sonda passaria perto do planeta algumas vezes. Estender a missão permitirá aos cientistas ter mais tempo para coletar seus dados.

A NASA ainda não fez seu anúncio oficial sobre a mudança e não quis oferecer mais informações por ora.

O prolongamento da vida da Juno é uma ótima notícia. Não sei se algum entusiasta do espaço está pronto para mais uma morte de sonda tão pouco tempo depois do último adeus da Cassini.

[via Business Insider]

Imagem do topo: Sean Doran (Flickr)