Na lista de coisas que você não deve fazer em ambientes fechados com suprimento limitado de oxigênio está acender fogo. Mas, nesta semana, a NASA fez exatamente isso: a agência iniciou intencionalmente um “incêndio de grande escala” a bordo de uma nave espacial.

O pessoal da agência espacial perdeu a cabeça? Não exatamente. A NASA há algum tempo planeja esse experimento pirotécnico, chamado Saffire I. O fogo foi iniciado remotamente na terça-feira (14) a bordo do veículo de reabastecimento Orbital ATK Cygnus que foi desacoplado da ISS recheado de lixo espacial algumas horas antes. Foi o primeiro em uma série de três experimentos de fogo que visam entender melhor a dinâmica do fogo em microgravidade para que astronautas se preparem melhor caso eles encarem um incêndio de verdade.

Watch how the Saffire experiment will be conducted in spaceFive hours after departing the International Space Station, scientists will light a fire inside the #Cygnus cargo vehicle today. This experiment will help them understand how fire spreads in microgravity. Details: http://go.nasa.gov/1OUmIS0

Publicado por NASA – National Aeronautics and Space Administration em Terça, 14 de junho de 2016

 

O experimento foi realizado em uma caixa fechada contendo uma folha de material de fibra de algodão. Imagens e alguns dados ambientais – incluindo temperatura e níveis de O2 e CO2 – foram transmitidos para a Orbital ATK e para engenheiros do Centro de Pesquisa Glenn da NASA, que vai analisar os resultados ao longo das próximas semanas. Dois experimentos adicionais Saffire serão realizados em missões futuras de reabastecimento.

A agência espacial ainda não divulgou nenhuma imagem, mas disse que o experimento foi um sucesso. Talvez isso signifique que não há uma bola enorme em chamas fora de controle voando pelo espaço neste momento.

[NASA]

Foto de topo: Veículo de reabastecimento Orbital ATK se tornou a primeira lixeira em chamas espacial da história. Via ESA/Tim Peake