A Copa da África do Sul já passou e com ela enterramos alguns fantasmas. Vários deles nós não queremos nem lembrar do nome – leia-se Dunga, Felipe Melo, Vuvuzelas… E há também a Jabulani, que ninguém sabe se mais maltratou ou foi maltratada no evento. Ontem, uma nova empreitada começou para o Brasil. E nada melhor do que uma nova bola para apagar de vez lembranças ruins, não? Eis que surge a Total 90 Tracer, a nova pelota da Nike, que o Brasil fez questão de tratar muito bem em sua estreia de gala.

A tática da Nike com a nova bola é bem clara: enquanto a Adidas usou a Jabulani em poucos eventos e transformou-a em estrela antes da Copa, a Nike afirma ter trabalhado por dois anos em parceria com a as ligas espanhola, italiana e inglesa para criar a nova pelota. E, diferente de sua concorrente, a Total 90 Tracer não quer ficar famosa por suas curvas insinuantes, e sim pela trajetória tradicional: a linha reta. Para isso, ela tem micro revestimento texturizado que regula o fluxo de ar em todos os seus 32 gomos. Esse vídeo explica bem seu processo de criação:

Claro que os jogadores patrocinados pela Nike amaram a bola em seus primeiros relatos, do mesmo jeito que estrelas como Kaká elogiaram muito a Jabulani em seu lançamento. Porém, em sua primeira partida oficial ontem, no jogo entre Brasil e EUA, ela se saiu muito bem. Pense bem: nós sabemos que o jogo de ontem, com dribles e futebol bonito, foi efeito de uma convocação e formação ofensiva. Mas, se no primeiro contato da seleção brasileira com a Total 90 Tracer o Ganso já deu um elástico, podemos dizer que esse relacionamento tem futuro, não?

A partir desse fim de semana, será fácil ver a Total 90 Tracer nos relvados europeus: ela será a bola oficial de La Liga (primeira divisão espanhola), da Barclays Premier League (primeira divisão inglesa) e na Calcio Serie A, da Itália. Para quem sente um estranho afeto pela Jabulani, ela ainda pode ser encontrada na liga alemã e portuguesa. Mas nós esperamos que a relação da Seleção com a Total 90 Tracer aumente. Basta só tratar bem a bola.