Não é de hoje que rumores indicam o lançamento de uma versão mais potente do Nintendo Switch. Mas parece que a coisa finalmente vai sair do papel este ano, já que a Bloomberg crava o final de 2021 como o período em que a companhia começará a vender o novo modelo do console.

De acordo com a reportagem, o dispositivo virá com uma tela maior que a atual: 7 polegadas, contra 6,5 do Switch original e 5,5 da versão Lite. Além disso, a tecnologia empregada será OLED, com fabricação em parceria com a Samsung. A resolução nativa do painel continuará sendo de 720p no modo portátil, mas subirá para 4K quando for usado no Dock principal. E isso tudo reduzindo o consumo de bateria se comparado ao Switch atual.

Segundo o informante, a companhia lançará o aparelho nessas condições para “incluir mais poder computacional e gráficos de altíssima definição”, podendo competir com rivais como PlayStation 5 e Xbox Series X, que alcançam essa capacidade. Mas lembrando: o 4K ficará restrito apenas quando o Switch estiver conectado ao Dock de mesa, que por sua vez deverá estar ligado à TV.

Como o dispositivo só teria previsão para chegar ao mercado nas festas de Natal, a produção das telas OLED começaria em junho. No entanto, nem a Nintendo ou a Samsung comentaram o assunto em resposta à Bloomberg.

Assine a newsletter do Gizmodo

O Nintendo Switch original foi lançado há cerca de quatro anos e se destacou por ser um console híbrido, que pode ser usado tanto em uma televisão quanto pela tela portátil do aparelho. O conceito já havia sido explorado no Nintendo Wii U, mas foi só no Switch que a empresa conseguiu entregar uma experiência muito melhor e mais consistente.

No Brasil, o console só foi oficializado em setembro de 2020, com três anos de atraso após o lançamento global.

[Bloomberg, Kotaku]