Os elementos mais fascinantes de Football Manager são as minúcias e a semelhança com a realidade trazidas pelo jogo, melhorado a cada versão. Em Football Manager 2016, por exemplo, os desenvolvedores da Sports Interactive não se contentaram com todas as nuances de administração de um grupo, de gerenciamento de finanças, de preparação de treinos e jogo de cintura para lidar com entrevistas. Foram um passo além e implementaram uma realidade alternativa que muito fã do futebol gostaria que de fato se concretizasse: o Catar perdendo o direito de sediar a Copa do Mundo de 2022.

Continue lendo na Trivela: http://trivela.uol.com.br/no-football-manager-2016-o-catar-pode-perder-o-direito-de-sediar-a-copa-do-mundo-de-2022/