A Nokia fez o que pôde para tentar voltar aos dias de glória: trocou altos executivos, concentrou sua linha de smartphones high-end em poucos aparelhos e, nesses celulares, vai trocar o Symbian por um sistema moderno. Mas isso ainda está para dar resultados: no trimestre passado, até as vendas de celulares normais sofreram, e a participação da Nokia no mercado de smartphones caiu de novo. Tanto que o CEO da Nokia aparentemente sugeriu adotar sistemas como o Android.

A Nokia vendeu 10% menos celulares normais, ou dumbphones, que no mesmo trimestre do ano passado. A empresa já tinha visto uma queda no trimestre passado também – só que o mercado de dumbphones segue crescendo, mesmo com o advento dos smartphones. É a Nokia que parece estar ficando para trás nesse mercado, onde é líder há muito tempo.

Quanto aos smartphones, a Nokia viu um aumento nas vendas, mas uma queda na participação de mercado. Ou seja, ela até vendeu mais smartphones, só que cresceu menos que a concorrência. Foram vendidos 7% a mais de smartphones no quarto trimestre que no trimestre anterior, mas a participação da Nokia nesse mercado caiu de 38% para 31% no mesmo período.

Daí não é surpresa que o lucro tenha caído no trimestre passado: queda de 26% em um ano. E a Nokia avisou que as margens de lucro devem cair neste trimestre também.

Android na Nokia?

O que fazer pra reverter isso? Bem, Stephen Elop, novo CEO da Nokia, disse em conference call que a empresa precisa considerar “padrões múltiplos de ecossistema”. Segundo o Wall Street Journal, isso foi interpretado como um sinal de que a Nokia está se preparando para adotar uma nova plataforma de smartphone. E o Android, claro, é a alternativa óbvia, por estar em franco crescimento nos últimos tempos.

Enquanto o Symbian caiu de 45% para 37% de participação de mercado em apenas um trimestre, e o Windows Phone 7 ainda não mostra sinais de força, o Android parece a alternativa mais viável. Mas claro, como aponta um analista ao WSJ, a concorrência entre smartphones com Android é mais pesada, e aparelhos com Android são mais difíceis de diferenciar, então colocar o robozinho nos aparelhos da Nokia não é exatamente a salvação da empresa.

Por enquanto, Android na Nokia continua sendo algo não-confirmado. Mas bom ver que, para eles, se abrir a outros sistemas não é mais como se mijar nas calças. [Nokia via Reuters e WSJ; imagem via]