O mercado de laptops vai muito bem obrigado. No entanto, o mercado de games tem apresentado considerável crescimento, de modo geral. Por essa razão que a Samsung anunciou nesta terça-feira (13) a atualização de seu notebook gamer Odyssey. E ele não vem sozinho, pois a companhia também exibiu o headset de realidade virtual HMD Odyssey.

[Review] Samsung Odyssey 2017: tentando ser gamer

O investimento da marca nessas categorias tem relação com os bons números do ano passado. Segundo a empresa, o mercado de laptops cresceu dois dígitos em 2017 comparado com 2016, e nessa área de games, a empresa diz ter crescido cinco vezes em 2017 — aí vale o disclaimer que a Samsung não tem muitos dispositivos para games.

Vamos começar pelo notebook. O Odyssey ganhou updates de hardware bem relevantes — ainda que peque na questão de armazenamento, mas falamos depois sobre isso. Ele tem processador Intel Core i7 de 7ª geração, vem equipado com uma placa de vídeo Nvidia Geforce GTX 1060 com 6 GB de memória de dedicada, 16 GB de RAM DDR 4 e 1 TB HD para armazenamento. E é aí que a coisa fica feia.

Boa parte dos computadores gamers conta já com disco SSD, que é bem mais rápido e confiável. Questionada sobre isso, a Samsung disse que o uso de SSD encareceria o notebook. Mesmo assim a companhia diz reconhecer a importância desse tipo de unidade de armazenamento para o público gamer. Por essa razão, dentro do Odyssey vem um slot SATA livre para ligar um SSD.

A tela do laptop é de 15,6 polegadas Full HD e permite rodar vídeos em HDR. Além disso, o Odyssey conta com detalhes em LED, como seu antecessor, no mouse pad e teclado retroiluminado.

Todo esse reforço de hardware tem um peso. O novo modelo pesa 2,7 kg comparado com 2,5 kg. Isso também se aplica ao preço. O novo Odyssey tem preço sugerido de R$ 6.999 comparado com R$ 5.499 na versão mais cara.

Headset HMD Odyssey

O Odyssey tem suporte à realidade virtual. Então, por que não já lançar um headset compatível, né?

A resposta da Samsung para isso é o HMD Odyssey. Um dispositivo de realidade virtual que já é compatível com Windows Mixed Reality, a plataforma de realidade mista da Microsoft. Ele conta com duas telas de 3,5 mm Amoled de resolução 1.400 x 1.600 de 60 a 90 Hz e uma série de câmeras na parte de fora do dispositivo. O headset conta ainda com um fone de ouvido AKG acoplado e um microfone. Todo o aparelho é conectado ao computador (o headset é compatível com computadores de outras marcas) por uma por uma porta USB 3.0 e HDMI.

Junto ao kit vem ainda um par de controles. É interessante que as câmeras ajudam o usuário a buscar os controles, mesmo que esteja vestindo o headset.

Em minha curta experiência com o headset, tive a oportunidade de navegar pelo Google Earth e foi bem fácil. No caso, ao olhar para os controles, ele mostra ao vivo o que cada função executa — se dar zoom in, zoom out ou arrastar, entre outros comandos. O headset também pareceu muito confortável, apesar do meu breve contato com ele. Deve ser interessante ter a experiência de jogar um shooter e destruir toda a sala de casa.

O preço do acessório não é nada barato. O valor sugerido dele é de R$ 3.499.

[Samsung]