Alguns usuários de smartphones Samsung foram surpreendidos com uma notificação esquisita durante a madrugada desta quinta-feira (20). Eles simplesmente receberam uma mensagem do aplicativo “Buscar meu telefone”, que vem instalado em dispositivos da marca, com o numeral “1”, sem nenhum motivo.

Tradução: Minha namorada e eu recebemos exatamente a mesma notificação da Samsung: o Note 10+ dela e o meu Galaxy Z Flip nos mostraram uma notificação do Buscar Meu Telefone. Ao tentar acessá-la, ela desaparece. Os telefones têm contas Samsung distintas. Teorias?

O app “Buscar meu telefone” permite que donos de aparelhos Samsung possa localizar seus aparelhos seja via web ou por outros dispositivos com o app, além de possibilitar fazer cópias de segurança de dados no Samsung Cloud, bloquear o acesso ao Samsung Pay ou eliminar os dados do telefone remotamente.

A notificação em si não fazia nada, bastava fechar que nada acontecia. No entanto, pelo menos no Twitter, alguns donos de aparelhos da Samsung se assustaram com a notificação inesperada.

Apesar do alerta, ao The Next Web, a Samsung informou que a notificação foi mandada “inadvertidamente para um número limitado de aparelhos Galaxy”, afirmou Michiel Dijkman, chefe de comunicações da Samsung, ao site. “Podemos assegurar aos nossos usuários que esta notificação não afeta seus dispositivos de qualquer forma. Pedimos desculpas aos nossos consumidores pela inconveniência que isto pode ter causado e asseguraremos que não ocorra incidente parecido no futuro”. No Twitter, o perfil oficial da Samsung no Reino Unido também se manifestou pedindo desculpas

Tradução: Esta notificação foi confirmada como uma mensagem enviada de forma não intencional durante um teste interno e não tem nenhum efeito no seu dispositivo. A Samsung pede desculpas por qualquer inconveniência que isto pode ter causado aos nossos consumidores e trabalhará para prevenir casos similares no futuro.

Então, é isso: não é necessário entrar em pânico. A Samsung não colocou seus usuários em uma caça ao tesouro cuja próxima pista era “1”. Foi só um erro mesmo.

[BBC e The Next Web]