Nesta terça-feira (30), a fabricante norte-americana Qualcomm apresentou um novo chip feito para vir a bordo de dispositivos Android top de linha. O Snapdragon 8 Gen 1 é o primeiro a contar com um processador de sinal de imagem de 18 bits desenvolvido para dispositivos móveis.

Sucessor do Snapdragon 888, lançado no ano passado, o novo chip promete melhorias importantes no desempenho dos aparelhos, em recursos de inteligência artificial (IA) e também na conectividade 5G.

O chip será o primeiro da Qualcomm a utilizar a arquitetura Armv9, que promete alira alta eficiência com economia de bateria. A nova CPU conta com oito núcleos, sendo um principal baseado no Cortex-X2 a 3,0 GHz, trabalhando em conjunto com três núcleos de desempenho no Cortex-A710 a 2,5 GHz e mais quatro no Cortex-Design A510 a 1,8 GHz.

A fabricante promete que o Snapdragon 8 Gen 1 terá até 20% mais desempenho do que o modelo lançado em 2020, além de 30% mais eficiência energética.

Fotos e vídeos turbinados

O Snapdragon 8 Gen 1 permitirá que usuários tirem fotos de até 200 MP com a lente principal ou até 36 MP com as três lentes simultaneamente, capturando mais de 4.000 vezes mais dados da câmera do que o predecessor de 14 bits era capaz.

O chip também apresenta a funcionalidade “sempre ativa”, o que significa não haver atraso entre ver uma foto e capturá-la. A empresa garante que o chip poderá capturar até 3,2 gigapixels por segundo e oferecer até 5 vezes mais luminosidade — e que ficará a cargo das fabricantes dos aparelhos explorar todo esse potencial.

A Qualcomm ressalta ainda que o processador consegue utilizar a IA para oferecer melhor profundidade para as imagens, além de poder de capturar lotes de 30 imagens em ambientes com pouca luz e mesclá-los em uma única foto com mais brilho, nitidez e cor.

Já no vídeo, o chipset permite captar mais de um bilhão de tons em HDR 8K, podendo ser utilizado para aplicações amadores e profissionais.

Segundo a Qualcomm, os primeiros smartphones com Snapdragon 8 Gen 1 de fábrica devem ser lançados ainda em 2021.