Não era segredo que o Google estava cozinhando uma nova versão do Google Play para a web. Hoje ela finalmente foi liberada e a espera valeu a pena: a lojinha está ótima.

Apenas para situá-lo, a versão antiga era assim (imagem do The Register):



O antigo Google Play.

Mais do que consolidar o visual com a versão móvel do Play lançada em abril, o Google trouxe para a web recursos antes só disponíveis lá, como a Lista de desejos, e usou bem o espaço extra para mostrar screenshots grandes, páginas centrais com gráficos bonitos e chamadas atraentes e (mais um) belo uso do sistema de cartões que se espalhou por toda a sua linha de produtos. O layout é responsivo, o que significa que ele se adapta ao tamanho da janela sem precisar recorrer a barras de rolagem horizontais.

Agora há um menu suspenso no canto superior esquerdo. Ele é dinâmico: serve para acessar as seções da loja (no Brasil, aplicativos, filmes e livros) e, quando algum app ou lista está sendo exibido, links para as galerias de conteúdo já comprado e outras seções relacionadas.

Exemplo de app no novo Google Play.

A única parte que poderia ter melhorado, mas ficou na mesma (pior, talvez), é a dos aplicativos do usuário. É difícil saber quais estão instalados onde e ainda não dá para remover apps dessa lista — o que significa que os primeiros apps que você baixou, lá atrás, continuam ocupando espaço nessa área. Na próxima reformulação, talvez?

O novo Google Play, mais bonito e funcional, já está no ar e você pode acessá-lo no link ao lado. [Google Play]