Atualizado às 12h35 com o preço dos novos aparelhos no Brasil

Há um tempo, imaginava-se que a Apple ia deixar de lado o MacBook Air, pois a marca não atualizava a linha de computadores portáteis desde 2015. No evento desta terça-feira (30), a companhia apresentou atualizações mais do que necessárias ao laptop superfino que estreou em 2008.



De modo geral, o MacBook Air ganhou vários recursos dos MacBooks convencionais. Para começar, agora o Air tem uma tela Retina de 13,3 polegadas que ocupa toda a região do display, deixando apenas uma borda mínima. Na prática, esse novo display passa de uma resolução de 1.440 x 900 para 2.560 x 1.600 — portanto, mais pixels, mais resolução. A câmera fica na parte superior, então, pelo menos por ora, não teremos o recorte do iPhone X no computador da Apple.

Para desbloqueio do dispositivo e para realizar operações financeiras via Apple Pay, o laptop ganhou o recurso Touch ID (pelo menos, até agora, nada de Face ID para notebooks). O sensor Touch ID, que substitui o botão de ligar o computador, conta ainda com o chip de segurança T2 para criptografar dados de login localmente.

O teclado conta com o mecanismo butterfly (borboleta), que foi atualizado em outras linhas de laptops lançadas neste ano. Com a evolução dessa tecnologia, a Apple prometeu resolver problemas da versão anterior que podiam obrigar o consumidor a trocar o teclado do laptop se entrasse poeira sob a tecla. Além disso, a companhia diz que cada tecla conta com uma iluminação LED própria.

O touchpad, como os dos MacBooks mais recentes, conta com a tecnologia Force Touch (portanto, você não tem um clique físico; é como se a área desse um peteleco no seu dedo ao ser pressionada). Além disso, a região ficou um pouco mais larga comparada com o de MacBooks Air mais antigos.

Por dentro, o novo MacBook Air conta com processador Intel Core i5 de 8ª geração com suporte a até 16 GB de RAM e até 1,5 TB de armazenamento. A bateria mantém a autonomia de 12 horas de navegação web.

Ok, mas e as portas? Bem, a Apple incluiu duas portas USB-C, e, diferentemente dos smartphones, o MacBook Air ainda conta com a boa e velha entrada de fone de ouvido de 3,5 mm.

A ideia do MacBook Air é ser um laptop portátil. Então, a empresa tornou o aparelho ainda mais fino (17%) e mais leve (a nova versão pesa 1,2 kg).

A versão de entrada do novo MacBook Air conta com 128 GB de armazenamento SSD, processador Intel Core i5 de 1,6 GHz e 8 GB de RAM. O preço do aparelho começa em US$ 1.199, o que o torna o “computador de entrada” da companhia, e vai estar nas lojas dos EUA a partir de 7 de novembro.

No Brasil, o novo MacBook Air começa em R$ 10.399 na versão de 128 GB de armazenamento. Já a versão de 256 GB custa R$ 11.999. Não existe ainda previsão para o início das vendas.

Siga o Gizmodo Brasil no Instagram.

Imagens via Apple