Novo software transforma qualquer modelo 3D em um enigma de Rubik

Novo software transforma qualquer modelagem 3D em um enigma de Rubik que pode ser impresso em impressoras 3D.

Transformar um cubo em um quebra-cabeça rotativo não é tão difícil quanto parece. A ideia foi, inclusive, criada por Ernő Rubik: o Cubo de Rubik (também conhecido como Cubo Mágico) foi inventado pelo arquiteto em 1974 e sem o auxílio de computadores. Mas transferir a ideia para outras formas físicas, como um complicado coelho em 3D, não é simples: é preciso identificar a maneira perfeita de cortá-lo para que cada pedaço possa deslizar suave e livremente. E agora, um software pode fazer isso com qualquer modelagem 3D automaticamente.

Desenvolvido por Timothy Sun e Changxi Zheng na Universidade Columbia, o software converte qualquer modelo 3D em um enigma de Rubik, permitindo ao usuário especificar onde e como a modelagem será cortada, o que define como as partes do modelo final irão girar dentro do eixo.

Funciona da seguinte forma: o usuário fornece uma modelagem 3D pré-renderizada e determina os cortes iniciais. O algoritmo então calcula os demais cortes, já calculando a possibilidade das peças rodarem dentro do eixo determinado pelo modelo 3D. Para cada mudança feita nos cortes ou na modelagem 3D, o software efetua ajustes na posição de cada peça automaticamente, desta forma assegurando que as peças se movam com suavidade e o mínimo de colisão — o programa faz até mesmo mudanças no modelo 3D, para evitar que algumas partes ofereçam problemas na rotação — como por exemplo, diminuir as orelhas do coelho.

Uma vez que o objeto é dividido em pedaços para formar o potencial quebra-cabeça, o software converte cada peça em pedaços separados, cada um com as próprias dobradiças e feixes, para que elas possam ser fabricadas por uma impressora 3D.

O enigma de Rubik surgiu com o cubo, mas ele pode ser encontrado em diversas formas geométricas, como octágonos e hexágonos. Mas com essa tecnologia desenvolvida na Universidade Columbia, você mesmo pode começar a desenvolver enigmas bem mais complexos que o Cubo de Rubik, e em formas limitadas apenas pela imaginação (ou destreza em softwares de modelagem 3D). Tudo o que você irá precisar é uma cópia do software e acesso à uma impressora 3D — e um pouco de paciência, pois se o cubo já é desafiador, imagine então um coelho 3D? [Columbia University]

Sair da versão mobile