A fabricante de dispositivos médicos Abbott recebeu autorização de emergência da Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para seu novo teste molecular de ponto de atendimento para COVID-19, que permitirá que profissionais de saúde em uma variedade de cenários obtenham resultados quase imediatamente. Ele pode fornecer resultados positivos em menos de cinco minutos e resultados negativos em 13 minutos.

Em um anúncio publicado na sexta-feira (27), a Abbott disse que o teste poderia ser usado em consultórios médicos, clínicas de atendimento de urgência e departamentos de emergência hospitalar. Ele funcionará na plataforma ID NOW da empresa, um dispositivo portátil do tamanho de uma pequena torradeira que já é usado para detectar influenza A e B, Estreptococo do grupo A e vírus sincicial respiratório. A Abbott disse que estava aumentando a produção e que espera entregar 50.000 testes por dia ao sistema de saúde dos EUA a partir da próxima semana.

De acordo com a Bloomberg, a plataforma ID NOW da Abbott é a plataforma de ponto de atendimento mais usada nos EUA, com mais de 18.000 unidades localizadas em todo o país.

Testes sendo executados na plataforma Abbott ID NOW. Foto: Abbott

Para obter resultados, o teste molecular da Abbott usa uma solução química para “abrir o vírus”, que libera seu material genético para o sistema ID NOW ler. Se houver uma pequena quantidade de COVID-19 na amostra fornecida, a empresa explica, o sistema ID NOW replica a seção do material genético do vírus até que haja o suficiente para detecção.

O novo teste reduz drasticamente o tempo de espera pelos resultados, que atualmente podem variar de horas a dias.

Os testes demorados têm sido um dos maiores problemas na resposta de vários países à pandemia de coronavírus. Após vários erros, que incluíram problemas com um teste desenvolvido pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os reguladores dos EUA correram para aprovar testes comerciais.

Este não é o primeiro teste rápido de coronavírus aprovado pelo FDA este mês. Recentemente, também aprovou um teste da empresa de diagnóstico molecular Cepheid, que pode fornecer resultados em aproximadamente 45 minutos. No entanto, funcionários da Cepheid dizem que seu teste é para ser usado em hospitais ou pronto-socorros.

Além de seu novo teste de cinco minutos, recentemente a Abbott também recebeu a aprovação de emergência da FDA para outro teste de COVID-19 que usa o sistema m2000 RealTime da empresa. Ao contrário do teste no ponto de atendimento, ele é realizado em hospitais e laboratórios. O sistema pode processar mais testes diariamente, ou até 1 milhão por semana, de acordo com a Bloomberg, mas leva mais tempo para obter os resultados.

Entre os dois sistemas, a Abbott espera produzir cerca de cinco milhões de testes de COVID-19 por mês.