A IBM está adicionando uma opção para diminuição de energia – que já tinha sido diminuída – para os futuros processadores Power com opções além das atuais como “descansar”, “dormir” ou “dormir muito” – a habilidade agora será de colocar o computador em “sono pesado”. Ele ficará bem mais animado de manhã. 

Cortando o poder do processador com uma margem muito maior do que antes, a nova opção permitirá que os futuros chips usem “praticamente energia nenhuma” quando não estiverem sendo usados para atividades pesadas. Porém, colocar o processador em modo vegetativo terá seu preço – serão precisos entre 10 a 20 milissegundos para reativar o hardware, mas sem uso de desfibrilador, pelo menos. [PC World]