Algumas faculdades americanas, como a Tufts e a University of Chicago, começaram a permitir que os possíveis novos alunos incluam vídeos do YouTube em seus formulários de aplicação. Isso não tem como acabar mal!

Na Tufts, por exemplo, 1000 dos 15000 aplicantes desde ano incluíram vídeos de um minuto falando sobre si mesmos. E aparentemente estes vídeos estão sendo levados bem a sério:

Lee Coffin, chefe de admissão, disse que teve a ideia ano passado, quando assistia a um vídeo mandado por outra pessoa. "Eu pensei, ‘Se esse garoto aplicasse para a Tufts, eu o admitiria num segundo, sem nem olhar nada além deste vídeo’."

Já que não há detalhes de que vídeo ele está se referindo, vou considerar que é o Chris Crocker.

Brincadeiras à parte, isso é algo bem legal. Permite aos oficias de admissão das faculdades ter uma noção melhor dos estudantes que eles estão vetando. Por outro lado, será que a Amelia Downs realmente esperava (ou gostaria de ter) mais de 12.000 visualizações do seu vídeo de aplicação para a Tufts? Ou mais direto ao ponto: como ela vai se sentir a respeito desse vídeo daqui a cinco anos?

Bem, desde que ninguém pense em usar os comentários do YouTube como forma de avaliação, tá bom por mim. [NY Times]