A Nvidia anunciou nesta terça-feira (11) as novas GPUs RTX 3050 e RTX 3050 Ti. Ambas são voltadas para aparelhos portáteis, como notebooks, mas não abrem mão da potência e desempenho, especialmente consumidores que procuram por opções gamer ou edição de imagens e conteúdos mais pesados.

As placas têm suporte aos processadores mais recentes da Intel e AMD, ray-tracing e jogos habilitados para DLSS. Não é muito diferente do que a placa RTX de geração atual já pode fazer. Só que, desta vez, os notebooks equipados com as novas placas gráficas da Nvidia custarão a partir de US$ 799 (R$ 4.170 na conversão direta) nos EUA (ainda não há preços oficiais para o Brasil).

Estão confirmados mais de 140 modelos de fabricantes como Razer, Alienware, MSI, Asus, Lenovo, Dell e HP. Todos os notebooks gamer com os novos processadores Intel Core de 11ª geração Série H serão equipados com a RTX Série 30.

A Nvidia afirma que um jogo graficamente exigente, como Control, pode atingir cerca de 65 quadros por segundo em uma RTX 3050 Ti com DLSS ligado a 1080p em gráficos médios. Nas mesmas configurações, outros jogos como Watch Dogs: Legion, Minecraft e Outriders podem alcançar o mesmo valor ou um pouco mais alto. Call of Duty: Warzone, por sua vez pode chegar perto de 100 fps.

Assine a newsletter do Gizmodo

Durante uma coletiva de imprensa, a Nvidia disse que a RTX 3050 tem 64 núcleos tensores e 16 núcleos de ray-tracing (RT), enquanto a RTX 3050 Ti tem 80 núcleos tensores e 20 núcleos RT. Ambas possuem memória GDDR6 de 4 GB, que é uma parte da VRAM que conduz a exibição do vídeo, além de interface de memória de 128 bits.

Com isso em mente, ainda não quero ficar muito animada com as novas GPUs. Em comparação com a RTX 2060, por exemplo, as especificações não são tão impressionantes, já que a RTX 2060 tem 240 núcleos de tensor e 30 núcleos de RT. Julgando apenas por isso, a RTX 3050 terá cerca de metade do desempenho de ray-tracing da RTX 2060, e a lacuna de desempenho dessa característica entre a RTX 2060 e a RTX 3050 parece que será grande, principalmente com a GDDR6 e a interface de memória.

Ainda não há previsão de venda das novas placas gráficas da linha RTX 30. Procuramos a assessoria de imprensa da Nvidia no Brasil para mais informações, mas também não se sabe quando as GPUs serão lançadas no mercado nacional.