O tablet Surface com Windows RT fracassou no mercado: a Microsoft teve perdas de US$ 900 milhões com ele. A demora em chegar aos varejistas, a falta de bons apps e o preço alto – agora reduzido para US$ 349 – impediram que ele ganhasse espaço no mercado. Mas a Microsoft vai tentar de novo, segundo a Nvidia.

Jen-Hsun Huang, CEO da Nvidia, disse à CNET que sua empresa está “trabalhando duro” na segunda geração do Surface. Ele espera que o novo tablet se saia melhor no mercado – porque o fracasso do Surface também impactou a Nvidia.

Enquanto discutia os resultados do segundo trimestre, Huang disse que uma “plataforma em particular simplesmente não se saiu tão bem quanto nós – ou praticamente qualquer pessoa na indústria – esperava”. Ele não cita o Windows RT pelo nome, mas é bem provável que seja ele (não seria o Android, afinal).

Segundo o executivo, as vendas fracas de tablets com o sistema – incluindo aí o Surface – causaram um impacto de US$ 300 milhões. Mas a Nvidia ainda tem fé no Windows RT, e vai ajudar a Microsoft com a próxima geração do Surface – provavelmente com Tegra 4 desta vez.

Mas veja só: fontes dizem à Bloomberg que “algumas novas versões do Surface terão processadores Qualcomm Snapdragon”. Isto significa que teremos mais de um Surface com Windows RT? É possível! Inclusive, há rumores de que veremos um tablet de 7 polegadas vindo da Microsoft. Ou, quem sabe, ela esteja se prevenindo: o Surface RT original usa processador Tegra 3; seu desempenho melhorou com atualizações, mas está abaixo do ideal. Talvez um Snapdragon seja melhor?

tegra tab (1)

Enquanto isso, a Nvidia prepara seu próprio tablet. Ano passado, a iniciativa Kai da empresa prometia diversos tablets com Tegra 3 e Android por US$ 199. Mas, depois do Nexus 7, a promessa não se concretizou. E os tablets que ainda tentam brigar contra o dispositivo do Google usam processadores de outras fabricantes.

Agora, no entanto, parece que a Nvidia está apostando em hardware próprio: o Tegra Tab, que vazou em diversos sites chineses. Ele teria 7 polegadas, saída micro-HDMI e espaço para caneta stylus. A existência do console portátil Nvidia Shield indica que a empresa está disposta a investir em hardware próprio. Este poderia ser apenas um design de referência para outras fabricantes mas, se for, por que a Nvidia registrou a marca “Tegra Tab” nos EUA?

De um jeito ou de outro, parece que a Nvidia está se mexendo para continuar relevante no mercado de dispositivos móveis. E é bom mesmo: os principais smartphones e tablets deste ano têm processador Snapdragon, em vez do Tegra 4. Isso causa um impacto nas finanças: no trimestre passado, a empresa teve lucro 19% menor que no ano passado; a Qualcomm, por sua vez, teve lucro 31% maior no mesmo período. Vejamos se tablets com Android e Windows RT ajudam a melhorar esta situação. [CNET, ComputerWorld, The Verge; fotos via]

tegra tab (2)